Estado estuda criar hospital permanente para combate à Covid-19

Hangar precisa voltar às suas atividades normais

O governador, Helder Barbalho, revelou nesta segunda-feira (31), que a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) avalia um modelo de projeto para criação de um hospital permanente para combate ao novo coronavírus (Covid-19). O chefe do Poder Executivo estadual afirmou que a Sespa está levando em consideração a necessidade de manter o atendimento de combate à doença constante e permitir a retomada dos serviços originários ofertados pelo Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém

“Estamos trabalhando para construir uma solução de atendimento para pacientes de Covid-19 no futuro deste Estado. Temos que compreender que, primeiro, até que a ciência nos demonstre o contrário, a Covid irá continuar. As pessoas precisam se vacinar para que, imunizadas, estejam protegidas, mas isto não quer dizer que nós vamos nos livrar do vírus. Portanto, é fundamental que os equipamentos de saúde estejam adaptados para isso”, ponderou Helder Barbalho.

“Já estamos há um ano com o Hospital de Campanha do Hangar que já salvou milhares de vidas, mas é um hospital de campanha e, portanto, essa estrutura do Hangar precisa gradativamente voltar à sua atividade de origem que é um centro de eventos. Pensando nisto, para que nos possamos desmobilizar o hospital de campanha vamos precisar ter uma estrutura fixa. A ideia é ter um hospital definitivo e fixo para pacientes com síndrome aguda respiratória”, detalhou o chefe do Poder Executivo Estadual.

Dentro do Hospital de Campanha do Hangar, mais de 900 profissionais compõem o quadro funcional e estão na linha de frente de enfrentamento da pandemia. Por outro lado, em busca de auxílio e cura, 143 pacientes, entre enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), estão internados, além de 6 mil já atendidos até o momento. A unidade é referência no tratamento contra o coronavírus no Brasil.

Para o secretário titular da Sespa, Romulo Rodovalho, o legado do hospital de campanha é pontuado por histórias especiais, que em comum valorizaram o amor à vida. “Pelo trabalho desenvolvido na Unidade e pelo número de pacientes recuperados, é gratificante ao Estado saber que o esforço empreendido pelos profissionais de saúde tem rendido momentos de muita esperança e alívio aos pacientes e seus familiares. Por esse motivo, já possui uma história marcante e à parte na saúde pública do Pará”, destacou.

Texto: Leonardo Nunes/Secom
Foto: Ricardo Amanajás/Ag.Pará

Você pode gostar...