Estado firma parceria com Prefeitura de Belém para agilizar atendimento a pacientes de Covid-19

O Governo do Estado disponibilizou 2.480 testes rápidos para diagnóstico do novo Coronavírus ao sistema de saúde pública do município de Belém, além de tratamentos combinados de hidroxicloroquina e azitromicina, para administração em pacientes que apresentarem perfil para a terapia. Em videoconferência realizada na noite desta segunda-feira (13), entre o governador Helder Barbalho e representantes da Prefeitura de Belém foram definidas ações que serão realizadas em conjunto para ampliar o atendimento à população na capital paraense, que tem o maior número de positivados para Covid-19.

O governador detalhou o conteúdo das reuniões virtuais postados em redes sociais. “Ajustamos o fluxo para dar vazão às demandas que estão dificultando o atendimento nas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e prontos-socorros”, reforçou o governador. “São ações que o Governo está fazendo para ajudar nesse momento a Prefeitura, para que possamos, juntos, garantir assistência aos paraenses da nossa capital, que possui o maior número de registros positivos. É hora de trabalharmos unidos”, ressaltou Helder Barbalho.

Leitos disponíveis – Durante a audiência foram definidos protocolos sobre a disponibilização dos 420 leitos do Hospital de Campanha, que já está funcionando no Hangar – Centro de Convenções; dos 70 leitos do Hospital Santa Clara e das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Hospital Regional Abelardo Santos (HRAS) e da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, para a regulação municipal – o encaminhamento de pacientes atendidos em prontos-socorros e UPAs. Parte dos 400 respiradores e estruturas de UTI que o Estado comprou e aguarda entrega também serão encaminhados à saúde municipal, para descentralizar esse atendimento.

Junto com Helder Barbalho, participaram da reunião, virtualmente, o secretário de Estado de Saúde Pública, Alberto Beltrame; o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Dilson Jr., e a titular da Secretaria de Estado de Planejamento e Administração, Hana Gassan. Pela prefeitura de Belém, além do prefeito Zenaldo Coutinho, estavam representantes da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), da Regulação e da Guarda Municipal de Belém.

Segundo Hana Gassan, o governador manteve a orientação para que os testes rápidos priorizem agentes da saúde, da segurança e da assistência social. Dois mil testes já foram entregues. Também em conjunto, Estado e Município devem buscar uma forma para que as duas esferas na área de saúde possam localizar rapidamente os leitos disponíveis para os encaminhamentos.

Atendimento rápido – Pelo menos 16 pacientes recebidos pela rede de Belém foram encaminhados às estruturas do Estado somente nesta segunda-feira. “Todas essas ações têm como objetivo promover uma ação integrada, para que a população possa ser atendida mais rapidamente”, reafirmou a secretária.

Outra definição envolve o trabalho integrado das equipes de segurança em ações educativas realizadas em locais de grande circulação de pessoas: feiras, bancos e demais lugares com os piores índices de isolamento. A Segup repassará diariamente à Guarda Municipal o mapeamento feito nos bairros para auxiliar na estratégia.

*Texto original de Carol Menezes (Secom).

Você pode gostar...