Governo do Estado e prefeituras da região oeste, iniciam procedimentos de cirurgias eletivas de baixa e média complexidade

“Graças a essa ação, minha esposa conseguiu fazer a cirurgia que aguardava desde 2018”, relata, entusiasmado, Walter Santos, vigilante, casado com a dona de casa Ivanilde Moura, uma das primeiras pacientes a realizar uma cirurgia de vesícula.

Ontem (06), a região do Oeste do Pará, começou a receber a ação que pretende zera a fila de cirurgias eletivas de baixa e média complexidade. Alenquer, foi o primeiro município a ser atendido pelo Barco Hospital Papa Francisco, acoplado à unidade Papa João Paulo II, em uma parceria com o Governo do Estado e prefeituras.

“Minha esposa precisou fazer uma cirurgia de vesícula há três anos, mas nós não conseguimos vaga. Agora, com o atendimento do barco, chegou a vez dela. Foi uma benção mesmo, porque a gente não tinha condições de fazer pelo particular e assim como minha esposa, muitas outras pessoas estão sendo ajudadas também”, relata Walter Santos.

Segundo o Secretário Regional de Governo do Oeste, Henderson Pinto, após montada a agenda, o Estado está levando atendimento aos municípios que mais necessitam, e a pretensão é alcançar durante seis dias, mil pessoas. “A ação iniciou por Alenquer, uma das cidades onde o flutuante consegue chegar, e está realizando as cirurgias eletivas que precisavam ser marcadas há algum tempo. Com esse trabalho em conjunto – Governo, secretarias municiais e direção do barco – pretendemos zerar a fila de espera por esse tipo de tratamento”, informou Henderson.

As cirurgias que estão sendo realizadas são: Herniorrafia (incisional, umbilical, inguinal, bilateral); Hérnioplastia; Laqueadura, em casos específicos; Vasectomia; Colecistectomia; Postectomia; Cistolitotomia; Varicocele; Apendicectomia, em casos de urgência; Exérese de lipoma; Exérese de cisto cebácio; Exérese de basocelular; Exérese de corpo estranho; Exérese de nevos, em casos específicos e Exérese de cisto sinovial.

O Diretor do Barco Hospital Papa Francisco na Providência de Deus, Frei Joel Sousa, falou dessa parceria. “É uma alegria, novamente, estarmos junto com o Estado, a região da Calha Norte e as secretarias locais, criando estratégias para equacionarmos um pouco as filas. Estamos muito animados com o projeto”, ressaltou.

Os pacientes são cadastrados por faixa etária de 7 a 45 anos, sem comorbidades. O flutuante permanece 5 dias em cada município (em atendimento) e 2 dias para o deslocamento. A previsão é realizar em torno de 35 a 40 procedimentos por cidade.

O prefeito do Município de Alenquer, Tom Farias, destacou a relevância da ação. “Estamos recebendo aqui o primeiro dia da programação, esse trabalho missionário, essa parceria que tem uma importância muito grande para o nosso Município. Isso vai possibilitar zerar a fila de espera, as pessoas que estavam há mais de anos aguardando e hoje, já estão realizando exames e cirurgias, essa união é muito importante”, concluiu.

Programação:
06 a 11/06 – Alenquer
21 a 26/06 – Faro
07 a 12/07 – Curuá
22 a 27/07 – Terra Santa
06 a 11/08 – Aveiro
20 a 25/08 – Belterra
03 a 08/09 – Óbidos
23 a 28/09 – Prainha
08 a 13/10 – Monte Alegre
22 a 27/10 – Almeirim
05 a 10/11 – a definir
24 a 29/11 – a definir
08 a 13/12 – a definir

Texto: Secom

Você pode gostar...