Governo garante transferências de pacientes do oeste do Pará com Covid-19

O Governo do Pará tem feito uma série de medidas integradas para conter a proliferação da Covid-19 em todo o Estado e garantir atendimento de saúde para a população, sobretudo nos municípios do Baixo Amazonas, entre elas, a compra de insumos, como cilindros de oxigênio, transferência de pacientes e cooperação com as secretarias municipais, repassando e aperfeiçoando orientações sobre como agir durante a crise provocada pela segunda onda de contágio da doença.

As medidas têm sido promovidas pelo Estado desde a publicação do Decreto 1.273/2020 em Diário Oficial (DOE), no último dia 14 de janeiro, a fim de restringir a entrada de pessoas oriundas do Amazonas em território paraense pelo Oeste do Pará.

“O Estado tem dialogado com as secretarias municipais de saúde, contribuindo com estratégica de logística e gestão assistencial, principalmente em cidades bem próximas com a divisa com o estado vizinho”, destaca o secretário adjunto de Saúde da Sespa, Sipriano Ferraz, que compôs a comitiva do governo do Estado que esteve como governador Helder Barbalho em Faro, Terra Santa, Oriximiná, Juruti, Óbidos e Monte Alegre, para acompanhar as ações contra a Covid-19 na região.

Para as transferências, o governo estadual tem disponibilizado o serviço de transporte aeromédico com seis aeronaves na região, sendo dois aviões e quatro helicópteros. “Com as aeronaves, ficamos aptos para atender toda a demanda de municípios por leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)”, destaca Sipriano Ferraz. No período de 18 de janeiro até a tarde de segunda-feira, 25, um total de 57 transferências de pacientes com Covid-19 foram realizadas exclusivamente pela Sespa, sendo 14 por meio fluvial e 43 via aérea.

Os pacientes oriundos de Faro, Terra Santa, Juruti, Óbidos, Oriximiná, Monte Alegre, Prainha e Curuá foram encaminhados para o Hospital 9 de Abril na Providência de Deus, em Juruti; Hospital Regional Público do Tapajós, em Itaituba; e Hospital Regional do Baixo Amazonas, em Santarém.

Para reforçar o atendimento a pacientes com a Covid-19 nessa região, o governo estadual já conta com 10 leitos de UTI em Juruti; 44 leitos de UTI adulto, 4 leitos de UTI pediátrica e 3 leitos de UTI Neonatal, no Hospital Regional do Baixo Amazonas, em Santarém; e mais 60 leitos de UTI em Itaituba, sendo que todas as cidades também contam com leitos clínicos e ganharam reforços nos estoques de oxigênio.

Texto: Secom

Foto: Ag. Pará

Você pode gostar...