Hospital de Campanha de Breves recebe rede de oxigênio

instalação de bombas de oxigênio para o Hospital de Campanha

O Hospital de Campanha de Breves, no arquipélago do Marajó, recebe os últimos detalhes para começar a operar no ginásio de esportes da cidade. Ao todo, a unidade ocupa uma área de 1.600 metros quadrados, montada pelo Governo do Estado. Nesta quarta-feira (6), os técnicos ainda trabalham na instalação da rede de oxigênio, que deve ficar pronta na quinta-feira (7).

“Nossa previsão é tentar entregar o hospital no final da tarde desta quinta-feira (7), logo após a finalização da instalação da rede de oxigênio”, explicou Xarão Leão, secretário Regional de Governo no Marajó, destacando ainda que o grupo gerador que vai dar suporte ao local já foi instalado.

A unidade hospitalar, voltada para o tratamento de pacientes com sintomas da covid-19, vai contar com 60 leitos, sendo 18 deles voltados para UTI. “Nós já estamos montando os cinco respiradores, junto com as 20 bombas de infusão que vieram de Belém, o que vamos somar com outro respirador que já tínhamos na cidade. Então, vamos abrir a unidade com seis respiradores e, quando chegarem os outros 12, teremos 18 leitos de UTI para atender a essa região do Marajó”, destacou o secretário.

Referência – O Hospital de Campanha de Breves vai atender pacientes dos municípios de Anajás, Bagre, Curralinho, Gurupá, Melgaço e Portel, sendo referência regional para quase 318 mil habitantes da região do Marajó. A região ainda apresenta um déficit de serviços de média e alta complexidade. Vale lembrar que a população dos demais municípios localizados na parte oriental do arquipélago é atendida pelo Hospital de Campanha de Belém, que fica no Hangar. A unidade é uma das quatro erguidas pelo Governo do Pará, como parte das estratégias de enfrentamento à pandemia causada pelo novo coronavírus.

Texto: Bruno Magno

Foto: Ascom/CPH

Você pode gostar...