Hospital de Campanha do Hangar ganha brinquedoteca

Começou a funcionar nesta sexta-feira (4) a brinquedoteca do Hospital de Campanha do Hangar. O objetivo é dar atendimento humanizado às crianças que estão em tratamento contra a Covid-19.

Segundo a psicóloga clínica Viviany Cardoso, da Coordenação Estadual de Humanização da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), a brinquedoteca trabalha o lúdico na vida da criança. “A ludicidade e o brincar humanizam o processo de cuidado hospitalar porque trazem um pouco de normalidade e do cotidiano da criança para esse espaço desconhecido e pouco confortável que é o hospital. Ameniza a dor da internação e traz a fantasia que é comum ao mundo da criança para o ambiente”, explicou.

A coordenadora do projeto Policlínica Itinerante, Alessandra Amaral, conta que a ideia da brinquedoteca partiu da primeira-dama do Estado, Daniela Barbalho, de quem partiu a solicitação para que fosse providenciada toda a infraestrutura e brinquedos para a implantação do serviço. “As crianças precisavam de atendimento mais humanizado, um acolher maior com ambiente mais divertido, que quebrasse a frieza hospitalar. Levamos amor, alegria, cor e mais esperança de ficarem logo boas e voltarem para casa”, disse.

Enfermaria pediátrica no Hospital de Campanha do Hangar

Com o retorno dos Hospitais Regionais aos perfis originais de atendimento, houve redução de leitos pediátricos nas diversas regiões do Estado, o que levou a Sespa a implantar novos leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátricos no Hospital de Campanha do Hangar. A medida também visa manter leitos pediátricos disponíveis para o atendimento de outras patologias na Fundação Santa Casa e outros hospitais estaduais.

Atualmente, o Hospital de Campanha do Hangar dispõe de 36 leitos clínicos pediátricos, com taxa de ocupação de 25%, e 40 leitos de UTI pediátrica, com taxa de ocupação zero até a tarde desta sexta-feira.

Texto: Roberta Vilanova

Você pode gostar...