Hospital Regional de Castanhal registra mais 40 altas após a reativação para atendimentos de Covid-19

Jeferson da Conceição, paciente recuperado

Aberto há 21 dias, o Hospital Regional de Castanhal Lucas Geraldi (HRC), da rede pública da Secretaria da Saúde do Pará (Sespa), alcançou a marca de 44 altas. Edite Pereira dos Santos, 76 anos, está entre as pessoas que venceram a Covid-19. Moradora de Castanhal, a paciente deu entrada no HRC no dia 10 de março e recebeu alta na última terça-feira (16).

“A minha mãe ficou internada no HRC e nesse período foi muito bem atendida, nós só temos elogios ao hospital. Agradeço a toda a equipe porque ela teve alta e agora recebe os cuidados em casa”, disse Luciene Lucas, filha de Edite.

A unidade de saúde regional do nordeste paraense conta com 120 leitos clínicos e 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender pacientes acometidos pela covid-19.

De acordo com o secretario estadual de saúde, Rômulo Rodovalho, a reabertura do hospital foi uma ação preventiva para evitar o colapso de saúde.” É uma alegria o reconhecimento de pacientes recuperados dos serviços ofertados pelo Hospital Regional de Castanhal durante esse momento da pandemia. A reabertura dessa unidade fez parte da estratégia da saúde pública paraense na atuação contra a Covid-19 no nosso Estado, seja como orientação preventiva, seja como atendimento de retaguarda para casos confirmados”.

No momento, 66 pacientes em leitos clínicos e 38 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). No total, 166 pacientes já foram atendidos.

“Nós contamos com uma ampla equipe e multidisciplinar para dar melhor assistência aos pacientes. Apesar da gente saber que a taxa de mortalidade dos pacientes com a Covid-19 é ampla nos casos moderados e graves, o HRC vem obtendo resultados muito satisfatórios quando comparados a níveis de hospitais especializados para a doença, por isso é um resultado muito positivo e gratificante para a equipe. O Hospital é muito importante para essa região do Pará e tá tendo um peso muito importante para atender essa população’’, disse o coordenador do Hospital Regional de Castanhal, Lucas Geraldi.

Morador de Tomé-Açú, Jeferson Conceição da Silva, 44 anos, também recebeu alta do hospital, onde esteve internado durante sete dias. “Um atendimento digamos assim de amor a vida, porque cada profissional em seu momento ali olha pela vida de cada paciente, e o cuidado, com os internados é como se fosse da família, e isso fortalece e dá mais segurança em nossa recuperação”, disse após ser liberado para retorna para casa.

A Sespa reforça que o Hospital Regional de Castanhal não funciona no regime de portas abertas. Todos os pacientes precisam ser encaminhados pelo Sistema de Regulação Estadual. Os pacientes que precisarem de atendimento inicial devem procurar as unidades básicas de saúde municipais.

Referência – Após o atendimento de Covid-19 , o HRC deve retomar as suas especialidades nas áreas de Oncologia e Ortopedia. A unidade realizará cirurgias de alta complexidade e terá capacidade para 650 internações mensais, além de cinco mil diagnósticos e 11 mil consultas nas duas especialidades, para pacientes de Castanhal e de 20 municípios da região Nordeste.

Texto: Bruna Brabo/Secom

Foto: Marcelo Seabra/Ag. Pará

Você pode gostar...