Mais de 1.200 cirurgias ortopédicas são realizadas pelo Hospital de Conceição do Araguaia em seis meses

O Hospital Regional de Conceição do Araguaia (HRCA) acaba de atingir a marca de 1.230 mil cirurgias ortopédicas realizadas entre janeiro e 21 de maio deste ano. O balanço corresponde à medida tomada pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Público (Sespa), de fazer com que a Unidade passasse a atender, em regime de porta aberta durante 24 horas, casos de baixa e média complexidade em traumatologia, sem necessidade de encaminhamento.

Os procedimentos tem beneficiado pacientes daquele município e dos demais 14 abrangidos pela região de Saúde Araguaia. “Os ajustes também fazem parte de uma estratégia para aumentar a oferta de atendimento por demanda espontânea em traumatologia em todas as regiões do Estado”, afirma o secretário de Saúde do Pará, Romulo Rodovalho.

O serviço conta com o apoio de duas equipes ortopédicas. “Se os pacientes forem casos de alta complexidade, serão encaminhados para o Hospital Regional de Redenção, também da Sespa”, informa a diretora do hospital, Marcela Rodrigues dos Santos.

Um dos beneficiados foi o paciente José Adelaido Ferreira, de 68 anos, oriundo de Rio Maria, que foi prontamente atendido pelo HRCA no último sábado, 22, após sofrer uma fratura no hálux, osso do dedão do pé. Nesta terça-feira, 25, foi submetido à cirurgia após passar por todos os exames pré-operatórios. “Aqui estou recebendo o melhor atendimento possível e não tenho do que me queixar. Cheguei aqui no sábado e já bem tratado, a fim de ficar tranquilo sobre a minha situação. Em breve tô voltando pra casa”, relatou.

O HRCA tem gestão direta da Sespa e atende usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) residentes em Conceição de Araguaia e em municípios vizinhos, como Água Azul do Norte, Bannach, Cumaru do Norte, Floresta do Araguaia, Ourilândia do Norte, Pau D’Arco, Rio Maria, Santa Maria das Barreiras, Santana do Araguaia, São Félix do Xingu, Sapucaia, Tucumã e Xinguara. “As pessoas que residem nesses municípios podem recorrer ao hospital, durante 24 horas por dia, em casos de urgência e emergência na traumatologia”, explica o secretário de Saúde do Pará, Romulo Rodovalho.

Ampliação

Com a melhora dos índices da Covid-19 no Estado, a Sespa está retomando projetos importantes e um deles é continuar implementando portas abertas na especialidade ortopedia por todo o Pará.

Em janeiro deste ano, o Hospital Regional do Tapajós (HRT), em Itaituba, no sudoeste do Pará, iniciou o atendimento em traumatologia pelo regime de porta aberta para casos graves e não graves, somando mais de 500 cirurgias. Já em fevereiro, o atendimento de ortopedia foi iniciado no Hospital Divina Providência, em Marituba.

A mudança também aconteceu em Abaetetuba, onde o Hospital Regional do Baixo Tocantins – Santa Rosa iniciou o atendimento de portas abertas para casos de baixa e média complexidade em ortopedia, no dia 10 de maio.

 

Você pode gostar...