Marajó: Muaná recebe serviços de saúde da Policlínica Itinerante

Embarcação permanece na cidade até esta sexta-feira (12), das 8h30 às 15h30

Depois de realizar quase 500 atendimentos em Ponta de Pedras, a Policlínica Itinerante do Governo do Pará atracou, nesta quinta-feira (11), em mais um município marajoara: Muaná, mais conhecida como a terra do camarão. Somente neste primeiro dia, a equipe, composta por 32 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e pessoal de apoio, realizou 195 consultas, 72 testes rápidos e entregou 727 medicamentos para a população. O navio fica na cidade até esta sexta-feira (12) com atendimento de saúde das 8h30 às 15h30.

A embarcação, que ainda vai percorrer mais quatro municípios do arquipélago até o dia 17 de junho, oferece serviços exclusivos e diferenciados para atender pessoas com sintomas leves e moderados da Covid-19, sendo mais uma estratégia do governo estadual para combater o novo coronavírus. O mesmo serviço, mas de modo terrestre, está sendo oferecido também, nesta quinta-feira, na cidade de Oeiras do Pará.

Rosemiro Nascimento estava com febre e dor de cabeça e foi atendido no navio itinerante

Segundo David Aires, coordenador da ação no Marajó, os atendimentos estão dentro das expectativas da equipe. “Ocorre como planejado, fomos muito bem recepcionados na cidade. A população tem aprovado nossos serviços”, explica.

Rosemiro Oliveira, 52, trabalha com extrativismo de açaí e, há sete dias, apresenta febre e dor de cabeça. Ele procurou o navio itinerante após receber uma ligação de um amigo avisando sobre os serviços.

“Chegou na hora certa, a cidade estava precisando. Assim como fui avisado, também fiz a minha parte e chamei alguns parentes. É uma doença grave e que precisa de cuidado logo no início” – Rosemiro Oliveira, morador de Muaná atendido na ação do Estado.

O vigia Paulo Caldas chegou ao navio de bicicleta depois de saber do atendimento pelo rádio

O vigia Paulo Caldas mora às margens do rio Cajuúba, distante 30 minutos do centro da cidade. Ele chegou até o navio de bicicleta e conta que ficou sabendo do atendimento pelo rádio. “Quando esse tipo de serviços chega à cidade, a população agradece, já que é um município muito carente”, conta o morador que levou para casa medicamentos recebidos durante o atendimento.

Quem também procurou os serviços do navio foi a aposentada Maria Raimunda Barbosa, 66. Ela conta que todas as quatro pessoas que moram com ela apresentaram sintomas da Covid-19, mas que “já estão bem”.

“É importante passar por avaliação médica e saber como está a saúde, ainda mais na minha situação, que tive contatos com pessoas suspeitas da doença. O atendimento foi muito bom, são pessoas atenciosas e deixam a gente a vontade para falar” – Maria Barbosa, aposentada. A paciente realizou o exame PCR (coleta secreção).

Pessoas que moram com a aposentada Maria Barbosa apresentaram sintomas de Covid-19 e, por isso, ela procurou os serviços

A amostra, assim como todo o montante dos dois dias de ação, será transportada, por meio de aeronave, na sexta-feira (12), para o Laboratório Central do Estado do Pará (Lacen). O resultado estará disponível na próxima segunda-feira (15).

Transporte Aéreo – As ações do navio itinerante contam com apoio do Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Estado do Pará (Graesp), que presta serviço desde o início da pandemia. A equipe da embarcação está apta para intermediar qualquer transferência em casos de pacientes que necessitem de internação em hospitais da capital paraense.

Para os dois dias de ação, a Prefeitura de Muaná disponibilizou guardas municipais para apoiar os profissionais durante a oferta dos serviços do navio itinerante.

Atendimentos no navio itinerante: 

Muaná: 11 e 12/06
Local: Trapiche de Muaná

São Sebastião da Boa Vista: 13 e 14/06
Local: Trapiche de São Sebastião da Boa Vista

Cachoeira do Arari: 15 e 16/06
Local: Trapiche de Cachoeira do Arari

Soure e Salvaterra: 16 e 17/06
Local: Trapiche de Soure.

Texto: Rodrigo Reis/Emater

Fotos: Jader Paes/Ag. Pará

 

Você pode gostar...