Materno-Infantil de Barcarena faz mais de 80 mil atendimentos em 2020

HMIB realizou 1.505 partos humanizados de alto e baixo riscos

Desde o início da pandemia, gestantes e novas mães vivenciam experiências atípicas e realidades diferentes das que idealizaram para o período da maternidade. O Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan (HMIB), no Pará, também, precisou se adaptar ao período para seguir prestando acolhimento às mulheres e bebês na região do Baixo Tocantins.

“Com as dificuldades de acesso dos municípios mais distantes, escassez e também elevação do custo médio dos insumos, tivemos que desenvolver um novo plano de trabalho para tornar a experiência da maternidade um momento ainda mais seguro e humanizado durante 2020”, informou a diretora Hospitalar do HMIB, Patrícia Hermes.

Em 2020, o Materno-Infantil de Barcarena realizou 85.769 mil atendimentos entre cirurgias, exames, internações, consultas e sessões com a equipe multiprofissional. Foram 1.505 partos humanizados de alto e baixo riscos, com uma taxa de 46% de partos normais.

COVID-19

Referência no atendimento de média e alta complexidades em neonatologia e obstetrícia, o hospital enfrentou um momento complexo e difícil para muitas mães que estavam com medo da contaminação pela Covid-19.

De março a agosto de 2020, a unidade também atuou no enfretamento da doença e disponibilizou cinco leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), exclusivos para a Covid-19, prestando 101 atendimentos. O HMIB continua com triagens nos atendimentos para pacientes sintomáticos, dentro do perfil da unidade.

Marcilene Dias, 35 anos, foi uma das gestantes recuperadas da Covid-19, sendo a primeira grávida que fez parte das altas clínicas no Materno-Infantil Barcarena. Após passar 12 dias internada na UTI, a moradora de Limoeiro do Ajuru, na região nordeste do Pará, deixou a unidade sob aplausos, em meio a balões e muita emoção, segurando um cartaz com a frase “Eu venci a Covid-19”.

“Todo o suporte contou com um comitê de contingência, redefinição dos fluxos de atendimentos, avaliação de riscos e medidas de segurança. E todas as altas hospitalares foram celebradas pela equipe em conjunto com as famílias”, disse Karina Cunha, diretora administrativa e financeira.

Acolhimento no pós-parto –Desde o início dos atendimentos, em setembro de 2018, até o dia 19 de dezembro de 2020, o Materno-Infantil de Barcarena realizou três mil partos.

“A nossa grande vitória em 2020 foi manter a humanização e o acolhimento às gestantes em um período tão difícil devido à pandemia. O suporte físico da unidade com o apoio técnico e emocional às mães e bebês, também permitiu uma satisfação de 96% das nossas usuárias”, ressaltou Joice Vaz, diretora Assistencial.

O Materno-Infantil foi o primeiro lar da pequena Isabeli Vitória, bebê extremo prematuro, que nasceu com apenas 930 gramas e precisou permanecer por mais de três meses na unidade. A mãe, Kellem Nascimento, foi estimulada pela unidade a integrar os cuidados da filha.

“A equipe lutou com a gente, eu aprendi muito, pois me envolvia nas atividades no hospital, em diversas ações de humanização e diariamente fazia parte da evolução da minha filha”, lembrou Kellem Nascimento, moradora de Barcarena.

Banco de Leite e ações de humanização – O Banco de Leite Humano (BLH) do HMIB realizou 1.371 atendimentos com ações de incentivo nas doações de leite materno no ano passado. Com as ações da equipe do BLH, foram beneficiados 212 bebês prematuros.

Com mais de 70 ações de humanização, o HMIB continuou atuando na educação em saúde, assistência social, psicológica e assistencial para toda a Região do Baixo Tocantins, com abrangência de 11 municípios.

O acolhimento promovido envolveu o empoderamento de mulheres, garantindo o suporte necessário para lidar com o estresse emocional da maternidade na pandemia. “Foram mais de três meses acompanhando meu bebê na UTI. Com a pandemia acontecendo e mentalmente sobrecarregada. A rede de apoio daqui durante o parto e pós-parto, junto com as ações de humanização, me salvaram”, lembra Solene Cardoso, moradora de Abaetetuba.

“O ano de 2020 foi um grande desafio, mas conseguimos atuar de forma assertiva, implantando oficinas e atividades, além de continuar ajudando as mães a serem protagonistas do parto e auxiliando com metodologias que reforçam nossos valores assistenciais”, disse a diretora Hospitalar, Patrícia Hermes.

SERVIÇO: O HMIB é uma unidade mantida pelo Governo do Pará, sob a gestão da Pró-Saúde. A unidade fica a 114km da capital, Belém, e oferece atendimento gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Texto: Adrielle Sousa/HMIB

Foto: Bruno Cecim/Ag. Pará

Você pode gostar...