Nasce o primeiro bebê no Hospital Regional do Tapajós

Médicos Leonardo Perez, Rafael Cordeiro e Walter Ballhester na hora do parto

Nasceu, nesta quinta-feira (21), às 23h05 da madrugada, o primeiro bebê no Hospital Regional do Tapajós, em Itaituba (HRT), por meio de parto cesáreo realizado em conjunto pelas equipes médicas do HRT e do Hospital Municipal de Itaituba.

É importante ressaltar que o HRT ainda não iniciou o serviço de emergência obstétrica, que será oferecido em breve juntamente com as emergências em Clínica Médica e Clínica Cirúrgica e a urgência referenciada em Pediatria e Neurologia, mas já oferece o Serviço de Politrauma nas áreas de Ortopedia, Cirurgia Geral e Neurocirurgia desde o dia 18 de janeiro e continua como referência para o atendimento de pacientes com Covid-19 na região.

Segundo a diretora geral do HRT, Karla Cajaíba, por volta de 21h da noite da última quinta-feira, ela foi acionada pelo médico Leonardo Perez, do Hospital Municipal de Itaituba, solicitando um leito para uma gestante em trabalho de parto e com suspeita de Covid-19, que precisava se submeter a uma cesárea.  “O HRT foi fundamental em mais uma história com final feliz”, comemora.

Conforme relato do médico Leonardo Perez, a paciente tinha dado entrada no Hospital Municipal na madrugada de quinta-feira em trabalho de parto prematuro com 37 semanas de gestação. Ela estava com dois centímetros de dilatação e ficou em observação por 12 horas recebendo toda a assistência necessária.

No entanto, como não houve progressão no trabalho de parto, a gestante começou a apresentar quadro febril, com hemograma indicando uma pequena infecção e havia relato de dor de cabeça por dois dias antes, a equipe médica suspeitou de Covid-19. A paciente também apresentava quadro de taquicardia fetal, que poderia levar a um sofrimento fetal.

Fábio Mendes, Rafael Cordeiro e Leonardo Perez

Assim, o leito foi disponibilizado para paciente às 21h e a cirurgia ocorreu às 22h30. “A cirurgia foi um sucesso, o HRT deu todo o suporte, pós-operatório da paciente também sem intercorrência e tem programação de alta para este sábado”, disse o médico Leonardo Perez.

Além de Leonardo Perez, participaram da cirurgia os médicos Rafael Cordeiro, Fábio Mendes, Taylane Sousa Lima (pediatra), Walter Ballhester (anestesista) e as enfermeiras Dalachyele Pires e Vanessa Lima.

Por ser prematuro, o bebê precisou ser encaminhado para a Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) do Hospital Municipal, mas já está bem, sem suporte de oxigênio e teve alta na tarde desta sexta-feira, enquanto a mãe está internada em isolamento no HRT por haver suspeita de Covid-19 e ainda aguarda o resultado do exame de RT-PCR.

 

Texto: Roberta Vilanova¨/Sespa

Fotos: Divulgação

Você pode gostar...