No Hangar, Hospital de Campanha garante recuperação de 85 pacientes de Covid-19

Montado pelo governo do Estado, o Hospital de Campanha tem equipe habilitada para receber pacientes de Covid-19 (Foto: Jader Paes/Ag.Pará)
Com o tratamento médico especializado oferecido pelas equipes de saúde que atuam no Hospital de Campanha montado no Hangar – Centro de Convenções da Amazônia, em Belém, 85 pacientes de Covid-19 já receberam alta. O tempo de recuperação desses pacientes varia conforme a gravidade de cada caso.

Por ser uma doença ainda pouco conhecida pela ciência, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) não utiliza o conceito de cura, mas sim de recuperação. Entre os pacientes que receberam alta após internação no Hospital de Campanha está o músico Harley Bichara. O saxofonista conta que, após sentir os primeiros sintomas, no último dia 13 deste mês, procurou imediatamente uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). No mesmo dia ele foi transferido para o Hospital de Campanha.

O músico saxofonista Harley Bichara foi uma das pessoas internadas no Hospital de Campanha e que agora está recuperado (Foto: Divulgação)

Como todos os pacientes atendidos na unidade, o músico foi encaminhado pela Central de Regulação, já que o Hospital de Campanha não funciona como hospital de portas abertas.

“Quando avisaram que ia para o Hospital de Campanha eu disse: Graças a Deus! Eu fui transferido e já comecei a medicação, usei o avental, a touca e a máscara. Vi o esforço e o empenho de toda a equipe, desde os trabalhadores da área de saúde até os da limpeza. Todos foram guerreiros. A doença foi rápida, mas a equipe toda foi mais rápida ainda. Em todos os períodos do dia eu era acompanhado de perto”, relata o músico, emocionado.

Na estrutura hospitalar montada no Hangar para o tratamento de contaminados pelo novo Coronavírus, até as 11 h desta quinta-feira (23) estavam internados 127 pacientes, sendo 24 em leitos de UTI. Desde a entrega do hospital, 248 pacientes foram atendidos no local, e 85 receberam alta.

Diante da grande demanda por atendimento para Covid-19, o governo do Estado mudou o perfil de atendimento do Hospital de Campanha. Montado para atendimento de baixa e média complexidade, a unidade passou a atender casos mais graves. Com isso, seus 420 leitos serão transformados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), contando ainda com mais 400 respiradores, 400 monitores multiparamétricos e 1,6 mil bombas de infusão, que virão da China para a capital paraense, com previsão de chegada até o final deste mês.

Acolhimento – Assistentes sociais que atuam no Hospital de Campanha de Belém recebem familiares de pacientes. O atendimento ocorre somente com um familiar por paciente. A iniciativa ajuda no conforto às famílias e, consequentemente, e se reflete na melhora do quadro de saúde dos pacientes.

Com o apoio da equipe de assistência do Hospital, Harley Bichara conversou com a esposa e as duas filhas pequenas durante o tempo em que ficou internado. Para a família, que aguardava ansiosa, as informações ajudaram a todos. “Fiquei ansiosa porque é tudo novo. Depois veio a angústia. Mas eu acreditei no tratamento e em Deus. Quando meu marido estava internado, as assistentes sociais fizeram chamadas de vídeo para a gente se ver, e isso nos ajudou muito”, disse Danielle Souza, esposa do músico.

Texto: Ronan Frias/Cohab

Você pode gostar...