Pacientes do Amazonas recebem alta do Hospital de Campanha do Hangar

Quatro pacientes do Estado do Amazonas, que estavam internados no Hospital de Campanha do Hangar, em Belém, receberam alta nesta quarta-feira, 27, e aguardam apenas autorização do Ministério da Saúde (MS) para retornarem ao estado de origem.

Os pacientes começaram a chegar no dia 18 de janeiro, quando o Governo do Estado disponibilizou 30 leitos para pacientes do estado vizinho, sendo 10 de UTIs e 20 para leitos clínicos. Com as quatro altas de hoje, 21 pacientes continuam internados na Unidade, sendo que no último sábado, 23, ocorreu um óbito.

Para a diretora do Hospital de Campanha do Hangar, Alba Muniz, o gesto de socorro à população amazonense foi um ato humanitário que salvou vidas. “A equipe assistencial da Unidade realizou uma operação minuciosa para acolher esses pacientes ainda no aeroporto, avaliando, classificando e encaminhando para as ambulâncias que estavam a postos. Este senso de solidariedade foi muito forte e emocionou a todos que acompanharam essa missão”, explicou.

As medidas tomadas pelo governo estadual visam contribuir para salvar vidas, já que o Amazonas vive um colapso na saúde após a alta de casos da Covid-19. Há fila crescente de pacientes aguardando leitos, e também há o aumento na letalidade da doença, além de enfrentar problemas no abastecimento de oxigênio na rede hospitalar.

O Governo do Estado disponibilizou também 10 leitos de UTI neonatal na Fundação Santa Casa, em Belém.

O secretário de saúde pública do Estado, Rômulo Rodovalho comenta sobre a assistência hospitalar disponibilizada aos vizinhos amazonenses.

“O Governo do Pará, por meio da Sespa, não poderia se ausentar nesse momento de colapso em ajudar o Amazonas. Estamos dando toda a assistência aos pacientes que seguem internados no Hospital de Campanha e esperamos que em breve a situação por lá seja solucionada”.

Nos procedimentos de transferência, o Estado do Amazonas é responsável pelo transporte destes pacientes, de Manaus até Belém. Os pacientes são transportados pela Força Aérea Brasileira (FAB), a partir de ação do Ministério da Saúde (MS), e envolve também o Corpo de Bombeiros Militar e a Polícia Militar do Pará.

Havendo necessidade, o Governo do Pará pode avaliar a possibilidade de ampliar essa oferta.

CAPACIDADE – O Hospital de Campanha do Hangar tem capacidade para expansão de até 420 leitos.

“O Hospital de Campanha do Hangar possui uma estrutura diferenciada. Estamos recebendo os pacientes com toda a atenção necessária, a partir do gesto humanitário do Governo do Pará junto aos vizinhos amazonenses que tanto precisam de apoio neste momento difícil. A Unidade está equipada, seja em recursos humanos, seja em insumos, e atende plenamente a demanda encaminhada pela Central Estadual de Regulação (CER). O Pará está organizado e preparado”, reforça Alba Muniz, do Hospital de Campanha do Hangar.

Texto: Rodrigo Reis/Emater

Fotos: Bruno Cecim/Ag. Pará

Você pode gostar...