Policlínica Itinerante reforça atendimentos em Belém e interior

A Policlínica Itinerante é um projeto do Governo do Pará e utiliza a mesma estratégia de atendimento da Poli Metropolitana em Belém

A Policlínica Itinerante deve fechar sua atuação em Barcarena, neste domingo (14), com cerca de 500 atendimentos à saúde prestados à população do município, que integra a região do Baixo-Tocantins. Nesta terça-feira (16) e na quarta-feira (17) será a vez dos moradores do Acará, nordeste estadual, receber os atendimentos médicos de enfrentamento contra a Covid-19, bem como alguns bairros da capital paraense, Belém.

Em Barcarena, o atendimento seguirá até às 17h30 deste domingo na Escola Estadual Maria Cecília Ribeiro. Num único dia, 257 pacientes foram recebidos pela equipe móvel de saúde, em Barcarena, ampliando ainda mais a assistência que o Governo do Pará vem prestando a moradores do Baixo-Tocantins, a exemplo de Mocajuba, Moju, Cametá e Igarapé Miri.

“Estamos levando atendimentos para casos leves e moderados e, se necessário, exames complementares e retorno à consulta para levar o medicamento e tratar em casa, evitando, assim, que o paciente venha agravar”, explica a coordenadora da ação, Alessandra Amaral.

Na próxima terça (16) e quarta-feira (17) a Policlínica Itinerante estará no Acará com sua estrutura completa de consultórios, ambulância, tomógrafo para a realização de exames de captação de imagens em alta definição.

A previsão é de que cerca de 300 pessoas recebam diariamente os cuidados médicos das equipes formadas por 40 profissionais do governo estadual, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Ações na Região Metropolitana de Belém – Em Ananindeua, no bairro de Jaderlândia hoje é o último dia da ação da Policlínica Itinerante. A partir de amanhã (15), começam as atividades no bairro da Guanabara. Em Belém, a Poli permanece na Estação das Docas, dando suporte aos moradores do Comércio e aos ribeirinhos que moram nas ilhas próximas, também, no bairro da Terra Firme, onde os serviços se iniciaram neste domingo (14).

A coordenadora, Alessandra Amaral recordou que “o hospital Abelardo Santos permanece 24 horas com esses serviços de atendimento médico para casos leves e moderados, desde o hospital passou a funcionar no formato porta aberta em 30 de abril”, disse ela, referindo-se ao fato de o Abelardo Santos garantir atendimento imediato aos pacientes de acordo com sua capacidade.

A Policlínica Itinerante é um projeto do Governo do Pará para o enfrentamento da pandemia e utiliza a mesma estratégia de atendimento da Poli Metropolitana, em Belém. Em um mês, o projeto itinerante realizou mais de 26 mil atendimentos em 25 municípios.

Texto: Raiana Coelho/Sedeme

Foto: Alex Ribeiro/Ag. Pará

Você pode gostar...