Policlínica Metropolitana é referência no atendimento de pacientes com sintomas de Covid-19

A Policlínica Metropolitana é a referência para o atendimento de pacientes com sintomas de Covid-19 em Belém e na região metropolitana e está trabalhando em sua capacidade máxima de atendimentos por dia.

Policlínica Metropolitana passou a ser referência no atendimento de casos mais leves da doença

Mesmo com as informações amplamente divulgadas pela mídia sobre o perfil de atendimento, muitos pacientes ainda procuram a Policlínica para atendimentos emergenciais ou com sintomas mais graves. Segundo a administração, o espaço não presta serviço de urgência e emergência e não tem como operar deste modo.

“Atendemos pacientes com sintomas leves, mas que precisam ser vistos por um médico para a realização de exames de imagem ou de sangue, além da prescrição medicamentosa. Vale ressaltar que a nossa unidade não é um pronto-socorro. Montamos uma contingência para atender a baixa e média complexidade da Covid-19. Assim, pacientes com muita falta de ar ou que estejam já desfalecendo, são triados por um médico na porta de entrada e encaminhados às UPAs”, explicou Sipriano Ferraz, médico coordenador de Contingência da Policlínica.

Antes mesmo do cadastro, o paciente já passa por avaliação médica, ainda no portão de acesso. Com base nos sintomas e no nível de oxigênio no sangue, o paciente pode ser encaminhado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), se estiver muito grave, ou passar para nova triagem, se estiver estável.

Após atendimento, pacientes podem ser orientados a seguir tratamento em casa com medicação ou podem passar por exames

Dependendo dos sintomas, os pacientes podem ser orientados a seguir tratamento em casa com medicação ou podem passar por exames, como tomografia torácica para avaliar o funcionamento dos pulmões. Casos moderados e que precisam de atenção médica por conta dos sintomas insistentes, são encaminhados para internação no Hospital de Campanha, montado no Hangar Centro de Convenções ou hospitais de referência.

Então, se o paciente estiver com sintomas leves a moderados como tosse, febre, falta de ar leve ou outros sintomas como ausência de paladar e olfato, deve procurar a Policlínica, que está funcionando de domingo à domingo, a partir das 7h da manhã para atender a população.

Texto: Larissa Noguchi/Secom

Fotos: Marcelo Seabra/Ag. Pará

Você pode gostar...