Programa “Saúde Bucal nas Escolas” é lançado pelo governo estadual

O governo do Pará lançou, nesta quinta-feira (10), o programa “Saúde Bucal nas Escolas”, que levará orientações de higiene oral, com escovódromos e consultórios odontológicos a todas as escolas estaduais do Pará em 2021. O lançamento aconteceu durante a entrega da Escola Estadual de Ensino Fundamental José Veríssimo, em Belém, feita pelo governador Helder Barbalho e a primeira-dama, Daniela Barbalho, entre demais autoridades (foto à esquerda).

A coordenadora de Saúde Bucal da Sespa, Alessandra Amaral (ao centro), durante assinatura do termo de cooperação técnica entre Seduc e Sespa

O programa será executado por meio de cooperação técnica entre a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e atende a Lei Estadual nº 5861/94, denominada “Cárie Zero”, que recomenda ao poder público o fornecimento de escova e pasta de dente individual, aos alunos da rede estadual de ensino.

No decorrer de reinauguração da Escola José Veríssimo, o governador Helder Barbalho comentou os objetivos do programa “Saúde Bucal nas Escolas” e afirmou que o compromisso com a educação passa também pela participação no processo de promoção de saúde.

“As doenças bucais são preveníveis e a introdução com a higiene bucal durante a vida escolar é necessária para que as crianças, com a saúde em ordem, se concentrem em suas tarefas e aprendem com maior facilidade. Ver na prática esse trabalho de união entre os setores de Saúde e Educação é gratificante, pois mostra o empenho da nossa equipe no cuidado com a saúde das nossas crianças”, disse Helder Barbalho.

Kits de higiene dental

Enquanto exercia o mandato de deputado estadual na Assembleia Legislativa do Pará em 1994, o atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Nelson Chaves, foi o autor da lei que inspirou a criação do programa. “Estou com uma sensação de gratidão, pois mesmo após esses 26 anos da lei em vigor, agora sim tenho a expectativa de que a prevenção à cárie chegará a todas as escolas públicas estaduais, com as devidas supervisões técnicas”, disse.

Escovódromo da escola José Veríssimo, integrante do programa “Saúde Bucal nas Escolas”

Segundo o titular da Sespa, Romulo Rodovalho, a escola José Veríssimo foi a primeira instituição educacional estadual do programa a receber um escovódromo e kits de higiene dental a serem utilizados pelos alunos. “Isso vai se estender às escolas estaduais situadas nos 144 municípios do Pará. Digo que é uma forma de fazer saúde pública aliada à educação, visto que a maioria das crianças e jovens, sobretudo das escolas públicas, não possuem o hábito de ter escova e pasta de dente, muitas vezes por falta de condições financeiras da família. Assim, profissionais de educação entram com as orientações, enquanto que o suporte técnico, com consultas e palestras, será dado pelos técnicos da Sespa”, afirma.

Para a secretária de Educação, Elieth Braga, o acompanhamento de profissionais da área odontológica é necessário para conscientizar os alunos e familiares sobre a importância de cuidar da higiene bucal. “Obviamente a criança que tem desde cedo um acompanhamento odontológico, possui menos chances de desenvolver cárie”, destacou.

O objetivo do principal é fazer com que todas as 927 escolas estaduais recebam escovódromos e kits de higiene dental contendo escova, creme dental e fio dental a partir de 2021, conforme explica a odontóloga e coordenadora de Saúde Bucal da Sespa, Alessandra Amaral. “Desse total, 50 escolas são integrais, que por sua vez terão consultórios odontológicos. Nas demais que não terão esse item, vamos disponibilizar unidades móveis que, eventualmente, atenderão essa demanda por consulta com dentista”, explica.

Fotos: José Pantoja (Ascom/Sespa)

Ainda segundo ela, a distribuição de um kit por aluno visa estimular a prática do cuidado com a higiene bucal, que deve ser feita corretamente desde os primeiros anos da criança. “Com a prática da escovação na escola, o hábito continuará em casa, prevenindo cáries e consequentemente problemas mais sérios”, explicou.

Alessandra também informa que a Coordenação de Saúde Bucal da Sespa visitará de forma regular as escolas a fim de orientar sobre a forma correta de escovação, do uso do fio dental e de solucionar eventuais dúvidas dos alunos. “De três em três meses o kit será substituído por um novo, com todos os itens, para que os alunos continuem fazendo sua higiene bucal corretamente”, finalizou.

Você pode gostar...