Rádio interna é implantada no Hospital Galileu com muita informação e música

O Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém, iniciou o mês com mais uma novidade para seus pacientes, acompanhantes e colaboradores: a Pró-Rádio HPEG. A ferramenta, inédita na unidade, consiste em um sistema radiofônico desenvolvido pela equipe de Tecnologia da Informação (TI), em conjunto com a Assessoria de Comunicação da Unidade, com programações sobre saúde, reportagens e músicas.

Com uma programação semanal, a rádio é transmitida por meio de caixas de som espalhadas pelos corredores do hospital, salas administrativas e recepção. Os ouvintes poderão acompanhar programas relacionados à saúde física e mental, cuidados e dicas sobre a segurança do paciente, reportagens com os colaboradores, mensagens da diretoria e músicas para o bem-estar.

A rádio foi planejada a partir de uma necessidade em proporcionar um ambiente hospitalar leve e descontraído, tanto para pacientes quanto para colaboradores. “Ouvir música proporciona sensação de felicidade, reduz o estresse e estimula o pensamento criativo. Por ter efeitos positivos, reduz a ansiedade e o estresse”, explica a psicóloga organizacional, Janaína Nogueira.

Francinaldo de Souza está internado na Unidade há quase um mês e, durante sua caminhada diária pelos corredores do hospital, faz questão de parar para ouvir a rádio. “Eu já tenho o costume de ouvir músicas. Me sinto bem. E as músicas que tocam aqui são de qualidade, boas mesmo. Algumas nos fazem até refletir sobre a vida”, disse.

A psicóloga Lohana de Paula explica como a música pode ser benéfica para esse paciente. “Utilizamos a música em momentos terapêuticos e de lazer. Ela consegue tornar o ambiente hospitalar agradável e ameniza o período de internação do nosso usuário”, ressalta a psicóloga, que acredita que a música pode ser utilizada como um recurso terapêutico dentro de um ambiente hospitalar.

Para que o projeto pudesse sair do papel, foi necessário a implantação de um sistema específico de rádio, utilizado em computadores, além da seleção de músicas e uma ferramenta para distribuir conteúdo na internet – o streaming. “Implantamos uma central de comunicação em dois computadores e um sistema de sonorização interna com caixas de som, que estão espalhadas por todo hospital”, explica Vlamir Garcia, coordenador de TI do HPEG.

Rodrigo Fauth, diretor hospitalar da unidade, explica a importância do investimento em estratégias de comunicação, no Hospital Galileu. “Com a implantação da rádio, a interação entre os setores e o clima organizacional irá melhorar. Além disso, conseguiremos proporcionar um ambiente mais acolhedor aos nossos pacientes e colaboradores”, pondera o diretor.

Texto: Rafaela Palmieri/HPEG

Você pode gostar...