Regiões Carajás e Araguaia avançam para o bandeiramento amarelo

Governador Helder Barbalho, ao lado do secretário Rômulo Rodovalho (e) e do reitor da Ufra, Marcel Botelho

Após reunião do Comitê Técnico e Científico, realizada na noite desta quinta-feira (17), o governador Helder Barbalho anunciou, em suas redes sociais, nova mudança no bandeiramento das regiões de saúde do Estado. A partir desta sexta-feira (18), as regiões de Integração Carajás e Araguaia (Sudeste e Sul) saem da bandeira laranja, de risco médio, e avançam à coloração amarela, considerada de risco intermediário.

“Estamos encerrando a reunião do Comitê Científico da Secretaria de Saúde do Estado (Sespa), junto com a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), para analisar o cenário epidemiológico no enfrentamento da pandemia de Covid-19 no nosso Estado. A partir daí, nós estamos comunicando a mudança de bandeiramento das regiões Carajás e Araguaia. Ambas estavam em coloração laranja, de risco médio, e passam para a coloração amarela, de risco intermediário. As demais continuarão na mesma coloração, para que consigamos, gradativamente, evoluir”, disse o chefe do Executivo.

Reunião do Comitê Científico

Prosseguem em bandeiramento amarelo as regiões Metropolitana I e II, Marajó Oriental, Baixo Tocantins, Marajó Ocidental, Nordeste, Baixo Amazonas, Xingu e Tapajós.

Vacinação – O avanço da imunização contra a Covid-19 no Pará resultou na queda de 45% no número de óbitos de idosos acima de 70 anos, de acordo com o estudo realizado pela Ufra e apresentado na reunião do Comitê. No primeiro ano da pandemia, este segmento ocupou a maior parte dos leitos da rede estadual de saúde.

A análise dos dados também indicou que, no momento do anúncio da mudança de bandeiramento, a ocupação de leitos clínicos no Pará era de 45,9%, enquanto o índice nos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) estava em 67,78%.

Mesmo diante do cenário de redução de mortes, Helder Barbalho enfatizou a necessidade de vacinação e protocolos de proteção

“Isto nos dá um conforto importante na oferta de leitos para a tomada das decisões. Importante é a informação de que estamos, cada vez mais, melhorando os números do nosso Estado, o que, significativamente, está vinculado à vacinação. Estamos avançando bastante. Já estamos chegando à idade de 45 anos para mais neste final de semana”, reforçou o governador.

Helder Barbalho reforçou ainda à população a importância de estar atento ao calendário de vacinação dos municípios. “Portanto, acompanhe o calendário da sua cidade. Tem cidades que já baixaram ainda mais a idade. Não perca esse calendário. Você que vai pra primeira dose, compareça. Você que já fez a primeira, fique a tento ao calendário da segunda dose, que assim nós vamos vencer esta pandemia. Usem máscara, se proteja e proteja sua família”, reiterou o governador.

Texto: Barbara Brilhante/PGE
Fotos: Divulgação

Você pode gostar...