Servidores de Saúde começam a ser vacinados em diversos municípios do Oeste paraense

A primeira dose da vacina já foi aplicada em médicos, enfermeiros e auxiliares de higiene e limpeza em Santarém

Em menos de um dia, os 144 municípios do Estado receberam as vacinas contra Covid-19, e já nesta quarta-feira (20) profissionais de saúde que atuam na linha de frente começaram a ser vacinados.

Em Santarém, a vacinação para os profissionais de saúde do Estado foi realizada no Hospital Regional do Baixo Amazonas. O cardiologista Antônio Carlos, 56 anos, foi o primeiro profissional a ser vacinado contra a Covid-19 na unidade. “Me sinto privilegiado representando os profissionais. A vacinação é o caminho, a ciência mostra isso. Vamos seguir atendendo os nossos pacientes, mas agora teremos a esperança de que tudo vai melhorar”, disse.

Além do profissional, outros colaboradores do hospital também foram vacinados. Entre eles médicos, infectologistas, fisioterapeutas, enfermeiros, auxiliar de higiene e limpeza, além de técnico e engenheiro hospitalar.

“É um dia que vai ficar marcado na história dos profissionais e de toda região do Baixo Amazonas. A vacinação representa a esperança. Nossas equipes multiprofissionais foram incansáveis no enfrentamento da pandemia, e agora vemos uma luz para que essa pandemia se encerre preservando a saúde da população”, comemora o diretor Hospitalar, Hebert Moreschi.

Já para os profissionais de saúde da rede Pública Municipal, que atuam em Santarém, a vacinação ocorreu na Unidade de Pronto Atendimento 24 horas.

Por volta das 09 h de hoje, chegaram as primeiras doses da Coronavac para imunização dos colaboradores da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas. Em um ato simbólico, quatro pessoas foram escolhidas para serem as primeiras a receberem a vacina – uma técnica de enfermagem, uma enfermeira, uma profissional da limpeza e um médico. Após o ato, a vacinação aconteceu no miniauditório e cerca de 200 aplicações foram feitas na equipe multiprofissional até o final da tarde. Na ocasião, estiveram presentes o prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, e a secretária de Saúde do município, Marcela Tolentino.

Profissionais da saúde, mais expostos à contaminação, estão entre os grupos prioritários

Maria de Fátima, 39 anos, técnica em enfermagem, foi a primeira a ser vacinada. Ela, que tua há seis anos na UPA, falou sobre a emoção de ser escolhida para um momento tão simbólico. “Eu represento todas as pessoas que incansavelmente trabalham na UPA. Uma emoção que eu carregar para o resto da minha vida, o que só me motiva mais a continuar o trabalho que eu tenho realizado nesses últimos anos”, disse ela.

Em Jacareacanga, a 800 km de Santarém, recebeu 4.694 doses da vacina contra Covid-19, que chegaram nesta quarta-feira (20) para serem distribuídas em 11 polos, sendo 150 aldeias indígenas.
A cidade possui a maior população de indígenas aldeados no Estado, incluindo a etnia Munduruku. São 12.772 indígenas, segundo dados de 2019 do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) Tapajós.

A Prefeitura informou que deve priorizar a população indígena e a equipe multidisciplinar, sendo que 107 doses devem ser aplicadas em profissionais de saúde e o restante (4.587) em indígenas. As doses foram recebidas no aeroporto de Itaituba, município vizinho, pela coordenadora do Dsei Tapajós, Cleidiane Carvalho; pelo vice-prefeito de Jacareacanga, Valmar Kaba; e pelo presidente da Câmara Municipal, Giovani Amâncio Kaba Munduruku.

No município de Oriximiná, a vacinação para os profissionais de Saúde começou por volta das 15 h. Socorro Canuto, técnica de enfermagem que trabalha há 21 anos no Hospital Municipal de Oriximiná, foi a primeira mulher vacinada contra o coronavírus. A aplicação da primeira dose da Coronavac foi feita pela enfermeira Adriana Almeida, com a presença do prefeito Willian Fonseca, vereadores e profissionais da área da saúde no laboratório municipal.

Socorro recebeu a vacina bastante emocionada. “É uma emoção, realmente. Sou grata por ser a primeira munícipe a ser vacinada, estou feliz por isso. Gostaria de agradecer primeiramente, e imensamente, a Deus, e to muito grata por isso, muito feliz, que todos recebam a vacina”, disse a técnica de enfermagem.

A vacinação para toda a população deve ser feita durante os meses seguintes. A próxima fase que seria para idosos e trabalhadores da segurança, ocorrerá após todos os profissionais de saúde serem vacinados. A segunda dose está prevista para ser aplicada nos próximos 28 dias.

Com a escolta da Polícia Militar, as doses de CoronaVac chegaram ao Oeste do Pará

Monte Alegre – Com público prioritário formado por profissionais da saúde, Monte Alegre, no oeste do Pará, iniciou na terça-feira (19) a vacinação contra a Covid-19 imunizando uma servidora que completou 27 anos de profissão no mesmo dia do início da campanha. Nely Pimentel é coordenadora do setor epidemiológico e foi vacinada na Maternidade Elmaza Sadeck.

O município recebeu, no primeiro lote, 218 doses da vacina. Serão priorizados  os profissionais da saúde que estão na linha de frente da pandemia. Em seguida, conforme o protocolo, virá a vacinação desde os agentes comunitários de saúde aos agentes de endemias.

A servidora Nely está na área de atendimento aos pacientes, fazendo notificações, coletas, orientando e atuando nos controles de informações que são encaminhados ao Ministério da Saúde, e coordena o boletim Diário da Covid-19 no município.

Cada pessoa vacinada é cadastrada no programa nacional de imunização do Ministério da Saúde, exclusivo para essa fase de vacinação da Covid-19.

Na manhã desta quarta-feira (20), o município de Uruará também iniciou o Plano de Vacinação contra a Covid-19.

A  técnica em Enfermagem que atua no Centro de Atendimento da Covid em Uruará, Lucineide Barbosa da Silva, 41 anos, foi a primeira uruaraense a ser vacinada.

Uruará recebeu, nessa primeira etapa, 200 doses, que serão aplicadas em profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate à pandemia.

O prefeito Gilson Brandão, esteve presente no ato. “O início da Vacinação nos traz esperança e hoje, iniciamos pelos profissionais de saúde que atuam diretamente no combate à Covid. A vacinação irá acompanhar o calendário estadual e nacional de vacinação e outras etapas serão realizadas para atender outras parcelas da população. Nosso cuidado com a população continua, e, tão logo queremos que toda a população seja vacinada”, disse o prefeito Gilson Brandão.

Texto: Ronilma Santos/SRGBA

Fotos: Ascom/SRGBA

Você pode gostar...