Sespa edita cartilha com orientações para saúde bucal de bebês

Lançada pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) nesta segunda-feira, 14, a “Cartilha Saúde Bucal do Bebê” reuniu especialistas da área e usuários da Unidade de Referência Materno-Infantil (Uremia), em Belém, de onde foi transmitida uma live com diversas orientações sobre cuidados básicos com as primeiras dentições da infância.

De acordo com as primeiras indicações contidas na cartilha, o aleitamento materno proporciona inúmeros benefícios para a saúde do bebê, sendo que alguns estão diretamente ligados à saúde bucal. “A amamentação contribui para o crescimento dos ossos e dos músculos levando à harmonia da face, correto posicionamento de dentes e língua, além de auxiliar a respiração e a fala”, destaca a coordenadora de Saúde de Criança da Sespa, Ana Cristina Guzzo. Segundo ela, a amamentação é fundamental também para o crescimento e o desenvolvimento das estruturas do sistema digestivo e das funções de sucção, respiração e deglutição. “O aleitamento estimula a tonicidade muscular preparando os músculos para mastigação, fonação e prevenção da maloclusão”, complementa.

O lançamento da cartilha foi transmitido ao vivo pelo Instagram da Coordenação de Saúde Bucal da Sespa direto do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) da Uremia. A coordenadora do serviço, Lígia Carneiro, destaca que a cartilha será uma excelente ferramenta de apoio à orientação aos pais e demais pacientes atendidos no local. “É uma novidade, visto que não tínhamos, ainda, material definitivo sobre o tema”, declara.

Conduzida pela Coordenação de Saúde Bucal da Sespa, a cartilha orienta que a mãe, ainda na gravidez, faça uma consulta para receber as orientações necessárias para manter a correta saúde bucal do filho. Após esse momento, a primeira consulta do bebê deve ser por volta dos seis meses, coincidindo com o nascimento do primeiro dente de leite. “É fundamental que ocorra desde o primeiro dentinho. Esse processo tem que ser natural para a criança e no lar. Por isso, muitas vezes, os pais devem mudar seus hábitos”, complementa Alessandra Amaral, coordenadora de Saúde Bucal da Sespa, especialista em Odontopediatria em São Paulo e membro da direção da Associação Brasileira de Odontopediatria (Aboped) Seção Pará.

Para a odontopediatra Sonia Mendonça, presidente da Aboped Seção Pará, é errado pensar que o dente de leite não exija cuidados específicos. Com o nascimento do primeiro dente, os pais devem fazer a limpeza adequada para evitar lesões e cáries. “Isso tudo é orientado no pré-natal odontológico, que é essencial para garantir a dentição ideal da criança”, alerta.

As demais orientações contidas na cartilha lançada pela Sespa dizem respeito ao uso do copo; à higiene bucal; ao início do uso da escova dental e do fio dental e a utilização do creme dental. Entre as restrições estão o uso da mamadeira e da chupeta. “São orientações bem vindas. Vou seguir e garantir esse bem estar à minha filha. Estamos aqui a título de prevenção, pois está tudo correndo muito bem com os dentes dela, com todo o acompanhamento possível”, declara Luciana Sá, mãe de Maria Clara, de um ano, paciente da Uremia.

A cartilha lançada pela Sespa será distribuída nas Unidades da Sespa providas de CEOS, tanto em Belém como em Santarém, e nas Unidades Básicas de Saúde dos 144 municípios paraenses.

O download da cartilha pode ser feito pelo seguinte link: https://drive.google.com/drive/folders/1_MHn3fPy5_UAwk-sm1jX8PF6wpu4oU21?usp=sharing

Você pode gostar...