Sespa faz balanço positivo da Campanha Outubro Rosa

Foram marcadas 4.540 mamografias durante a campanha

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) faz um balanço positivo da Campanha Outubro Rosa 2020: Autocuidado: todos juntos na conscientização do câncer de mama, que favoreceu o diagnóstico precoce do câncer de mama no estado, com a intensificação e ampliação da oferta de mamografias e consultas especializadas.

Só com a Campanha, foram realizados 13.500 atendimentos na rede de serviços de diagnóstico mamário. Para isso, a Coordenação Estadual de Atenção Oncológica e a Coordenação Estadual de Saúde da Mulher organizaram uma equipe de servidores para operacionalizarem a Estratégia WhatsApp Mama, para receber as demandas das usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS), fazer a triagem e o agendamento das consultas e exames.

A partir desses atendimentos, durante toda a Campanha, foram marcadas quatro mil mamografias; mil consultas especializadas com mastologistas e ginecologistas; 325 ultrassonografias; 70 biópsias e 20 exéreses de nódulo de mama, em 14 instituições de saúde de gestão estadual, distribuídas em 11 municípios: Hospital Abelardo Santos; Hospital Santa Casa de Misericórdia; Policlínica Metropolitana; Unidade de Referência Materno Infantil e Adolescente (Uremia) (Belém); Hospital Regional Público do Marajó (Breves); Hospital Divina Providência (Marituba), Hospital Regional do Baixo Tocantins Santa Rosa (Abaetetuba); Hospital Regional Público Materno Infantil de Barcarena (Barcarena), Hospital Regional Público do Leste (Paragominas), Hospital Regional do Caetés (Capanema), Hospital Regional do Baixo Amazonas (Santarém), Hospital Regional Público da Transamazônica (Altamira), Hospital Regional Público do Araguaia (Redenção) e Hospital Regional de Tailândia (Tailândia).

Nas ações em parceria com o Programa Territórios pela Paz (TerPaz), nos sete bairros de atuação (Terra Firme, Guamá, Benguí, Jurunas, Cabanagem, Icuí e Marituba) houve 540 encaminhamentos para mamografias e realizadas palestras educativas sobre câncer de mama. Já nas ações em parceria com o a Fundação Parapaz, foram viabilizados 200 encaminhamentos para mamografias; 120 consultas especializadas com mastologistas e ginecologistas e 80 ultrassonografias.

“Fazemos uma avaliação positiva da campanha, principalmente, porque atendemos mulheres de todo o estado, em especial, dos municípios mais longínquos, garantindo o acesso a mulheres que nunca tinham realizado a mamografia ou fazia mais de três anos que não realizavam o exame. Como exemplo, podemos citar as pacientes do município de Conceição do Araguaia, onde não há serviço mamografia pelo SUS, que puderam ser encaminhadas para Redenção”, explicou a coordenadora estadual de Atenção Oncológica, Patrícia Martins.

No que tange ao TerPaz e Parápaz, Patrícia disse que foi feita busca ativa de mulheres, que foram encaminhadas via regulação para realizarem suas mamografias. “Portanto, também foi muito importante o trabalho em conjunto com essas ações junto à população”, afirmou.

Segundo Patrícia Martins, muitos exames ainda serão realizados durante os meses de novembro e dezembro. “Suprimos a demanda reprimida dos municípios que estavam com muitas mulheres aguardando para fazer a mamografia, que não tinham conseguido fazer por conta da pandemia de Covid-19. Agradeço às instituições pela parceria firmada e alcance do objetivo proposto”, concluiu.

Texto: Roberta Vilanova/Sespa

Foto: José Pantoja/Sespa

Você pode gostar...