Sespa suspende uso da vacina AstraZeneca/Fiocruz em mulheres gestantes

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) suspendeu, nesta terça-feira ,o uso da vacina contra Covid-19 produzida pelo laboratório AstraZeneca/Fiocruz em mulheres gestantes. Essa decisão segue a recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada em nota técnica nesta segunda-feira (10), para a investigação de possíveis efeitos adversos.

“Tomamos ciência da manifestação da Anvisa que recomendou a paralisação da vacinação de gestantes com a vacina do laboratório Astrazeneca/Fiocruz e como até o momento não recebemos informação oficial do Ministério da Saúde, resolvemos suspender a vacinação deste grupo com este imunizante”, explica Denilson Feitosa, diretor de Vigilância em Saúde da Sespa.

O Estado do Pará se encontra na terceira fase da campanha de vacinação contra a Covid-19 que tem como público-alvo grupos populacionais com comorbidades, gestantes, puérperas e pessoas com deficiências permanentes.

Segundo o secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho, “a Sespa continua em contato com as autoridades sanitárias e de saúde pública para garantir a manutenção segura da imunização das gestantes, que podem continuar sendo vacinadas com os demais imunizantes disponíveis”.

Uso Emergencial – Atualmente, no Brasil, as vacinas AstraZeneca/Fiocruz e Butantan/Sinovac têm autorização para uso emergencial concedida pela Anvisa. A vacina da Pfizer/BioNTech é a única com  registro definitivo liberado pela Agência.

As vacinas autorizadas pela Anvisa para uso emergencial, só podem ser usadas em um público alvo pré-estabelecido dentro do Sistema Único de Saúde (SUS), durante um prazo pré-determinado.

Texto: Melina Marcelino/Sespa
Foto: Marcelo Seabra/Ag. Pará

Você pode gostar...