Pará apresenta redução significativa do número de mortes e de casos de Covid

Hospital de Campanha do Hangar, em Belém

O número de mortes e de casos de Covid-19 no Pará vem apresentando significativa redução desde o mês de março deste ano, a partir do avanço da vacinação no Estado e das ações de combate à doença realizadas pelo poder executivo estadual.

No mês de março deste ano, foram registrados 67.719 casos de Covid-19 no Estado; em abril, o número caiu para 39.008; em maio, para 30.422; em junho, a queda foi ainda maior, com o registro de 16.464 casos. Neste mês de julho, até este sábado (10), com um terço do mês completo, o Pará contabiliza 443 novos casos.

O número de mortes em decorrência de complicações por conta da doença também segue em queda. Em março, foram registrados 2.387 óbitos; no mês de abril, 2.298; em maio, 799; em junho, 473; e em julho, até este sábado (10), o Pará registrou 31 óbitos por conta da Covid-19.

“Mesmo com as taxas de óbitos em queda, é importante a população entender que a pandemia não acabou e continua sendo necessário cumprir medidas de distanciamento social, proteção e higiene individual para evitar o contágio, além de ficar atento ao calendário de vacinação e tomar as duas doses”, ressalta o titular da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Romulo Rodovalho.

Só Hospital de Campanha de Belém recuperou mais de 4600 pessoas.

AÇÕES DE COMBATE – Entre as ações de combate à doença realizadas pelo Governo do Estado, está a criação de hospitais de campanha pelo Pará, com o objetivo de garantir mais leitos para atender os pacientes contaminados com o coronavírus. Municípios como Belém, Santarém, Breves e Marabá receberam as unidades. Apenas o Hospital de Campanha de Belém, instalado no Hangar- Centro de Convenções, já atendeu e recuperou mais de 4600 pessoas.

O Governo também desenvolveu o projeto “Policlínica Itinerante”, levando atendimento de equipes multiprofissionais, exames e entrega de medicamentos em caso de prescrição médica ao interior do Estado.

O monitoramento semanal do sistema de bandeiramento do Estado é essencial para adotar as medidas necessárias, de acordo com o avanço ou recuo da doença. Atualmente, as Regiões Metropolitana de Belém I e II, Marajó Oriental, Baixo Tocantins e Nordeste estão no bandeiramento verde, considerado de risco baixo de contaminação ao novo coronavírus.  Já as demais regiões de saúde do Estado permanecem em bandeiramento amarelo, de risco intermediário.

Os esforços do Governo do Estado estão voltados para avançar na vacinação dos paraenses e reduzir, a cada dia, o número de casos e óbitos no Pará. As doses recebidas pelo Ministério da Saúde, são encaminhadas por equipes da Sespa e do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) às prefeituras dos 144 municípios do Estado, com rapidez e respeitando as orientações dos fabricantes.

Texto: Giovanna Abreu/Secom
Fotos: Rodrigo Pinheiro e Ricardo Amanajás

Você pode gostar...