Usuários com problemas renais iniciam sessões de hemodiálise ambulatorial no Regional do Marajó

Usuários fazem a primeira hemodiálise no Regional do Marajó

“Hoje estou realizando o sonho da minha vida”, em poucas palavras, mas cheias de gratidão, o autônomo Waldir dos Santos, 53 anos, sintetizou o momento de sua primeira sessão de diálise no Centro de Hemodiálise do Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), em Breves, no sudoeste marajoara, na manhã desta segunda-feira (21). Ele foi acompanhado da esposa, que também não escondia a emoção ao ver o marido iniciar o tratamento na Unidade, e sem se afastar da família e amigos.

O usuário foi o primeiro paciente externo encaminhado via regulação estadual, no último dia 14 de junho, quando passou por consulta médica, e foi atendido por profissionais de enfermagem, serviço social, psicologia e nutrição. Em seguida, ele realizou exames gerais e outros mais específicos, para então realizar sua primeira sessão de hemodiálise ambulatorial.

“Esperei por este momento mais de seis anos, quando descobri a doença. Sou muito agradecido por este momento. Deu tudo certo. Estou muito feliz. É muito bom fazer tratamento na minha cidade e perto de todos que amo”, ressaltou o mais novo usuário do HRPM, que antes tinha que viajar para Belém, periodicamente, para seguir com o tratamento da doença.

Dona Zeneide agradece pelo início da hemodiálise

Com o mesmo sentimento estava também a dona de casa Maria Zeneide Correa da Silva, 45 anos, residente na zona rural, no rio Aramã, distante via embarcação, aproximadamente, 8h da cidade de Breves. Há mais de dois anos ela aguardava pelo serviço de hemodiálise. Assim como Waldir, ela também tinha que se deslocar para a capital paraense para fazer o tratamento.

“Estou muito satisfeita da minha vida. Iniciei meu tratamento junto da minha família. Fui muito bem-vinda neste hospital. Gostei de todos, do acolhimento. Despois de passar por consultas fiz minha primeira sessão hoje e não senti nada demais. Deu tudo certo graças a Deus”, enfatizou a usuária, que não escondia sua felicidade em iniciar o tratamento no Hospital.

A médica nefrologista do Hospital Regional do Marajó, Maria Paula Sidor Coraiola, ressaltou a importância da efetivação do serviço não apenas para a população marajoara, como também todos os usuários encaminhados ao tratamento pela regulação. “Possuímos uma equipe multiprofissional habilitada, capacitada para oferecer essa assistência aos usuários com problemas renais, que agora terão acesso ao tratamento mais próximo deles”, comentou a médica.

O secretário de Estado de Saúde Pública, Romulo Rodovalho, também ficou satisfeito com a realização das primeiras sessões de hemodiálise no Regional do Marajó porque é um projeto antigo, que precisou superar diversos obstáculos até o serviço poder ser disponibilizado para a população marajoara. “É muito bom saber que os primeiros pacientes já foram atendidos e que a partir de hoje não precisarão mais se deslocar para Belém para fazer esse tratamento. Isso demonstra que estamos no caminho certo ao ampliar e descentralizar a oferta de serviços de média e alta complexidade em todo as regiões do Pará”, comemorou.

Hemodiálise  – O Centro de Hemodiálise da unidade está funcionando desde o último dia 04, mas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) o serviço já é oferecido desde maio.

O Centro tem 200 metros quadrados de área, e está equipado com sete máquinas para hemodiálise ambulatorial, duas para tratamento em UTI e uma máquina de segurança, que garante atendimento a até 21 pacientes fixos, em três turnos. Além dos equipamentos, o serviço conta com equipe multiprofissional composta por médicos nefrologistas e cirurgiões vasculares, enfermeiros, técnicos em enfermagem, assistente social, nutricionista, fisioterapeuta e psicóloga.

Serviço: O HRPM é um órgão do Governo do Estado administrado pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), em parceria com a Sespa. A Unidade presta assistência de média e alta complexidade aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O hospital fica localizado na avenida Rio Branco, 1.266, no bairro Centro, do município de Breves. Mais informações: (91) 3783-2140 / 3783-2127 .

Texto: Vera Rojas/Hemopa
Fotos: Divulgação

Você pode gostar...