Hospital Regional do Marajó começa atendimento para pacientes externos no Centro de Hemodiálise

Hospital Regional do Marajó começa atendimento para pacientes externos no Centro de Hemodiálise

15 de junho de 2021 Off Por Roberta Vilanova

Consulta com a médica nefrologista Cláudia Silva Moura

O autônomo Waldir dos Santos, 53 anos, é o primeiro paciente externo, encaminhado via Central Estadual de Regulação na segunda-feira (14), para o tratamento de hemodiálise ambulatorial no Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), no município de Breves. O Centro de Hemodiálise da unidade está funcionando desde o último dia 04, mas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) o serviço já é oferecido desde maio.

A disponibilidade de hemodiálise no próprio município já transformou a vida do paciente, que passou pelas consultas iniciais e tem retorno marcado para o dia 21 de junho. “O atendimento foi excelente. A equipe é muito boa. São todos muito atenciosos. Estou muito feliz em ser o primeiro da lista a ser beneficiado”, disse Waldir. “Esperávamos por esse serviço há mais de seis anos. Agora, é só felicidade, graças a Deus”, contou a esposa do paciente, Núbia Soares Barata, 44 anos, que o acompanhou ao Hospital.

A médica nefrologista do Hospital Regional do Marajó, Cláudia Silva Moura, ressaltou a importância do serviço agora disponível na unidade. “Hoje, a equipe multiprofissional fez a primeira avaliação de um paciente externo em hemodiálise ambulatorial. Seu Waldir é paciente dialítico há seis anos. Ele iniciou diálise em Belém, mesmo residindo em Breves. Por isso, sua família precisou se mudar para Belém, e assim manter a terapia. Agendamos a primeira diálise para o dia 21 de deste mês, na próxima segunda-feira”, informou a médica.

Além da consulta médica, Waldir dos Santos passou pela avaliação com profissionais de Enfermagem, Serviço Social, Psicologia e Nutrição. Em seguida, ele foi encaminhado à coleta de material para exames de sorologia e exames gerais.

Cristian Tássi, diretor do Hospital Regional do Marajó

Segundo o diretor do HRPM, Cristian Tássi, a oferta de hemodiálise era reivindicada pela população há pelo menos 10 anos. Desde o dia 20 de maio, o atendimento é realizado em pacientes internados.

O Centro de Hemodiálise tem 200 metros quadrados de área, e está equipado com sete máquinas para hemodiálise ambulatorial, duas para tratamento em UTI e uma máquina de segurança, que garante atendimento a até 21 pacientes fixos, em três turnos. Além dos equipamentos, o serviço conta com equipe multiprofissional, composta por médicos nefrologistas e cirurgiões vasculares, enfermeiros, técnicos em enfermagem, assistente social, nutricionista, fisioterapeuta e psicóloga.

Conquista – Para o secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho, o Centro de Hemodiálise é uma grande conquista no serviço de saúde pública no Marajó. “O serviço é esperado na região do Marajó há muito tempo, e agora o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), conseguiu implementar esse serviço tão importante para a população. Os pacientes não vão mais necessitar ir até Belém para realizar hemodiálise. Essa dificuldade está superada. Isso é uma estratégia do governo para descentralizar o serviço mais especializado, de forma a atender toda a população do Pará”, reiterou o secretário.

O paciente com a equipe do Hospital Regional responsável pelo atendimento

A unidade hospitalar é um órgão do Governo do Estado, administrado pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), em parceria com a Sespa. O HRPM presta assistência de média e alta complexidade aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Serviço: O Hospital Regional Público do Marajó dispõe de atendimento ambulatorial de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 h. Endereço: Avenida Rio Branco, 1.266, no bairro Centro, sede municipal de Breves. Mais informações: (91) 3783-2140/ 3783-2127.

Texto: Lucas Brilhante/HRPM

Fotos: Divulgação