Abelardo Santos encerra programação em defesa da saúde do homem com ação nesta quinta (25)

Abelardo Santos encerra programação em defesa da saúde do homem com ação nesta quinta (25)

25 de novembro de 2021 Off Por Roberta Vilanova

Profissionais de saúde com mais de 40 anos foram encaminhados para exame de PSA

Ao longo do mês de novembro, em Belém, no Hospital Regional Dr. Abelardo Santos (HRAS), profissionais de saúde voltaram o foco para o alerta de pacientes, acompanhantes e colaboradores, sobre a importância dos cuidados com a saúde masculina, alusiva à campanha Novembro Azul. Nesta quinta-feira (25), a unidade encerrou a sua programação com uma ação que contou com a presença de urologistas do Abelardo e da Coordenação Oncológica Estadual, da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

O encerramento ocorreu em dois momentos: uma programação aos colaboradores, com o encaminhamento de profissionais da unidade, com mais de 40 anos, para a realização de exame de PSA (Antígeno Prostático Específico), no laboratório do próprio HRAS e o outro, com um bate-papo com os usuários no ambulatório, com direito até bolo azul, simbolizando o tema da campanha. Em ambas as ocasiões, foi feito o alerta sobre a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Usuários receberam orientações de profissionais na recepção do ambulatório

Evento – O evento se iniciou com as boas-vindas da direção do hospital, em seguida, com a apresentação do urologista Paulo Viana sobre o tema. “Todo o homem tem próstata e por isso, é importante o cuidado com a saúde preventiva. Essa doença é silenciosa e os sintomas só aparecem quando já é descoberto, por isso, é necessário o rastreio”, observou o médico, que ainda esclareceu dúvida dos usuários e colaboradores sobre a prevenção, diagnóstico e tratamento.

A supervisora do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), Mabelle Borges, uma das idealistas da programação, explicou que depois de a unidade promover, no mês passado, a campanha em defesa da saúde da mulher, o “Outubro Rosa”, o HRAS faz questão de voltar as atenções, em novembro, às ações de educação aos cuidados com a saúde do homem, relacionados à importância do diagnóstico precoce e prevenção ao câncer de próstata.

“Esse tipo de ação é extremamente importante, pois muitos ainda desconhecem a importância desses cuidados. Temos que levar conhecimento e chamar atenção dos nossos usuários e colaboradores para estes tipos de assuntos relacionados à saúde, focando sempre na prevenção”, enfatizou Mabelle.

A Sespa orientou os usuários quanto ao atendimento na Rede Estadual. “O tratamento inicia pela atenção primária. Após a consulta nos postos de saúde, o nome do paciente vai para a central de regulação, para atendimento especializado nos hospitais de referência.  Hoje, temos hospitais excelentes na rede e temos vagas para este atendimento. A população também pode procurar as ações do TerPaz nos bairros aos finais de semana. Nestes eventos, os médico também fazem o encaminhamento à rede”, detalhou a coordenadora de Atenção Oncológica da Sespa, Patrícia Martins.

Sespa orientou usuários sobre o atendimento na Rede Estadual

Satisfação- Osvaldo Lima Neto, de 62 anos, faz tratamento vascular na unidade. Ele aprova as ações educativas em prol do alerta às doenças. “A mídia fala muito sobre o câncer de próstata, mas não é apenas ele que mata, outras doenças também. Quando a gente ouve isso, nos faz repensar sobre a vida e os cuidados que devemos manter com ela. Essa ação do Abelardo Santos faz a gente refletir”, observou.

Para o colaborador Antônio Lima, falar sobre essas doenças é quebrar um tabu. “A gente que está aqui no hospital todos os dias, acaba vendo e ouvindo diversos casos que poderiam ser evitados com a prevenção. Falar sobre saúde é promover qualidade de vida às pessoas. Nós, homens, por diversas vezes, ignoramos isso. O que acaba sendo muito ruim para nossa saúde”, enfatizou o técnico de enfermagem.

Atendimentos – O HRAS é unidade pública, administrada pelo Instituto Mais Saúde em parceria com a Sespa, e mantém um serviço de urologia – o qual, apesar de não tratar, exclusivamente, homens – consegue diagnosticar o câncer de próstata e encaminhar os pacientes para o tratamento em unidades oncológicas do Sistema Único de Saúde (SUS), como o Ophir Loyola (HOL) e o Barros Barreto.

“Nosso principal intuito é conscientizar a população em geral sobre o tema, além de priorizar a adesão a todas as promoções em defesa da saúde. Apesar de não fazermos acompanhamento de pacientes com câncer de próstata já diagnosticado, realizamos tratamento de hiperplasia prostática benigna em que realizamos procedimentos de ressecção transuretral de próstata e prostatectomias radicais”, observou Marcos Silveira, diretor executivo do Abelardo Santos.

Serviço: O HRAS dispõe de 900 consultas mensais de urologia para pacientes oriundos da regulação estadual. “Oferecemos acompanhamento regular de prevenção, diagnóstico e tratamento das principais patologias da saúde do homem. Nos casos oncológicos, diagnosticamos e encaminhamos para hospitais específicos”, disse o coordenador da Urologia, o médico Bernardo Sefer.

Dados do INCA apontam que, em 2020, foram 930 novos casos de câncer de próstata no estado do Pará. “Os principais fatores de risco são a idade acima de 50 anos, os genéticos e hereditários, obesidade, exposição a arsênio e a derivados do petróleo. Em relação ao tipo de tratamento, a melhor opção é decida em conjunto pelo médico urologista e pelo paciente e envolve cirurgia, radioterapia, hormonioterapia e quimioterapia”, explicou o especialista.

O urologista ainda ressalta que além de ir regularmente ao médico, é preciso manter um estilo de vida regrado. “Primeiramente, é fundamental manter hábitos saudáveis de vida, evitando excesso de sal, gordura e açúcares e praticar exercícios físicos”, afirmou Sefer.

Para o secretário de Estado de Saúde Pública, Romulo Rodovalho, o Abelardo contribui de forma significativa com os cuidados masculinos da população paraense. “O serviço de urologia do HRAS preza pela prevenção e diagnóstico precoce, por meio de exame físico, laboratorial e também com biópsia de próstata realizada por ultrassonografia pela equipe de radiologia. Desta forma, a unidade vem trabalhando com o Governo do Estado para prolongar muitas vidas”, enfatizou o titular da pasta.

Entenda: Segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de próstata, tipo mais comum entre os homens, é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata.

No calendário oficial do Ministério da Saúde (MS), novembro é dedicado ao câncer de próstata, tipo mais comum entre os homens.

Mais que alertar sobre a doença, o Novembro Azul, que nasceu em 2004, na Áustria e, rapidamente, se espalhou pelo mundo, é uma campanha com o objetivo de conscientizar os homens sobre os cuidados que devem tomar com a sua saúde.

Em Belém, o Hospital Regional Dr. Abelardo Santos- HRAS, mantém um serviço de urologia que consegue diagnosticar o câncer de próstata e encaminhar os pacientes para o tratamento em unidades oncológicas do Sistema Único de Saúde (SUS), como o Ophir Loyola (HOL) e o Barros Barreto.

Texto: Roberta Paraense/Ascom HRAS

Fotos: Divulgação