Governo instala Centro de Testagem Itinerante de RT-PRC para Covid-19, com primeira ação em Salinas

Governo instala Centro de Testagem Itinerante de RT-PRC para Covid-19, com primeira ação em Salinas

3 de setembro de 2021 Off Por Roberta Vilanova

O Centro de Testagem Itinerante será montado dentro de uma unidade móvel

O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Saúde Pública (Sespa), vai implantar um Centro de Testagem Itinerante de Covid-19. A ação vai iniciar neste sábado (4), em Salinas, com a realização de RT-PRC para a doença, e após o feriado prolongado de 7 de Setembro, a iniciativa será levada para outros municípios do estado.

O Centro de Testagem Itinerante será montado dentro de um ônibus. Em Salinas o ônibus ficará estacionado no Porto Grande e vai funcionar de sábado (4) à terça-feira (07), das 9h às 16h. A iniciativa é articulada com o 4º Centro Regional de Saúde e a Vigilância Epidemiológica de Salinópolis.

“Além de ser mais um serviço de saúde oferecido para a população, diagnosticando casos de covid-19, essa ação é uma estratégia para ter mais informações sobre o cenário epidemiológico do coronavírus no Estado do Pará e subsidiar as decisões com relação às medidas sanitárias contra a transmissão de Covid-19”, explica Denilson Feitosa, diretor de Vigilância em Saúde da Sespa.

O Centro de Testagem Itinerante é uma ação da Diretoria de Vigilância em Saúde da Sespa, por meio do Departamento de Epidemiologia, Vigilância Sanitária e Laboratório Central do Estado (Lacen). Na prática, as pessoas poderão procurar o serviço voluntariamente, e então serão direcionadas para o preenchimento de uma ficha com dados pessoais. Em seguida, elas terão a coleta de Swab nasofaríngeo, em que se colhe material da narina com uso do cotonete em torno de um a dois minutos de procedimento.

O resultado do teste, em questão, será enviado para o e-mail da pessoa que se submeteu à coleta num prazo de até 48 horas, após a coleta. Caso seja positivo para Covid-19, a equipe de Vigilância Epidemiológica do município será acionada pela Sespa, para que sejam providenciadas ações de investigação, com o monitoramento do paciente e dos seus contatos. A Sespa informa também que parte das amostras positivas serão enviadas para sequenciamento genético para pesquisa das novas variantes.

Segundo o titular da Sespa, Romulo Rodovalho, além dos centros itinerantes, a Sespa vai oferecer pontos fixos de testagem. “A unidade itinerante deve passar alguns dias em cada local, mas para reforçar a ação a Sespa vai manter um centro fixo nos Terminais Rodoviários de Belém e Ananindeua e o Centro de Testagem do Aeroporto de Belém também vai continuar funcionando, para quem chega na capital”.

Texto: Laís Menezes/Sespa

Foto: Bruno Cecim/Ag. Pará