Mais de 5,5 mil pacientes já receberam alta dos Hospitais de Campanha de Belém e Santarém

Mais de 5,5 mil pacientes já receberam alta dos Hospitais de Campanha de Belém e Santarém

3 de setembro de 2021 Off Por Roberta Vilanova

Paciente deixando o Hospital de Campanha de Santarém

“Desde a recepção até a minha saída do Hangar, o tratamento da equipe multiprofissional foi impecável. Ser internado por Covid-19 é uma realidade que ninguém espera passar, fiquei nervoso e apreensivo, mas o tratamento humanizado que recebi e a preocupação dos profissionais em garantir o conforto da minha saúde física e mental me fizeram ver aquele momento de outra perspectiva, com mais segurança e tranquilidade. Só posso agradecer”, conta João Neto, 26 anos, paciente do município de Abaetetuba, que ficou nove dias internado no Hospital de Campanha do Hangar, com 50% de comprometimento pulmonar.

João Neto é um dos 5.502 pacientes recuperados da Covid-19 que já receberam alta dos Hospitais de Campanha de Belém e de Santarém, que são unidades polo na luta contra a doença, porque além de atender os pacientes do próprio município, tem sido também o suporte de pacientes de outras cidades com menor infraestrutura no combate do coronavírus.

O secretário de Saúde do Pará, Rômulo Rodovalho, reforça a necessidade de manter ativos os hospitais de campanha. “Temos bons resultados. Ficamos muito felizes com essas recuperações. O Governo do Estado continua trabalhando e seguindo firme com todas as medidas necessárias para o combate a Covid-19 no Pará. Nossos dois Hospitais de Campanha são polos essenciais de atendimento”, explica.

O vendedor Edmilson Pinheiro, 40 anos, de Abaetetuba, também é um dos recuperados da doença. De 5 a 19 de agosto, ficou internado no Hospital de Campanha do Hangar. Diabético, com cerca de 50% de comprometimento pulmonar, precisou ser intubado por cinco dias.

“Fui transferido direto para a UTI do Hangar e posso dizer que graças a Deus, em primeiro lugar, e aos profissionais do Hospital, a minha vida foi salva. Recebi todo o cuidado, atenção e apoio que precisava. Chegar em casa, ver meus filhos, minha esposa, minha família batendo palmas e agradecendo foi indescritível. É maravilhoso poder estar de volta”, comemora.

Paciente saindo de alta do Hospital de Campanha do Hangar

ALERTA- João Neto faz um alerta, principalmente aos jovens que, muitas vezes, são irresponsáveis em relação ao cumprimento dos protocolos contra a Covid-19. “Não podemos ser egoístas e não somos invencíveis. Não é porque somos jovens que não evoluiremos para casos mais graves. Por isso, precisamos manter todos os cuidados e respeito aos protocolos. Precisamos pensar em nós e no próximo”, ressalta.

Acreditar na ciência e tomar as duas doses da vacina é fundamental, segundo Edmilson Pinheiro. “Muitas pessoas, como os meus irmãos, não queriam se vacinar por conta das reações que podem aparecer. Depois da alta, eu fiz questão de conversar com eles, relatando tudo o que eu passei e a importância da imunização. Fiquei muito feliz, porque eles foram tomar a vacina”, conta.

HOSPITAL DE CAMPANHA DO HANGAR – A unidade atende, neste momento, 47 pacientes, sendo 16 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que representa a taxa de ocupação de 20% de UTI e 39% de leitos clínicos. A taxa de ocupação do hospital é de 29%. No total, 7.256 pacientes já foram atendidos, dos quais 338 foram transferidos, 4.881 receberam alta e 2.037 foram a óbito.

HOSPITAL DE CAMPANHA DE SANTARÉM – Em Santarém, 10 pacientes continuam internados em leitos clínicos e quatros em leitos de estabilização. Até o momento, o Hospital de Campanha recebeu 760 pacientes, com 621 altas médicas, 112 transferidos para outras Unidades e 13 evoluíram a óbito. A taxa de ocupação dos leitos clínicos é de 27,8%.

Texto: Giovanna Abreu/Secom