Com estoque em baixa, Hospital Abelardo Santos convoca doadores de sangue

Com estoque em baixa, Hospital Abelardo Santos convoca doadores de sangue

19 de outubro de 2021 Off Por Roberta Vilanova

O Hospital Abelardo Santos precisa manter o estoque abastecido porque realiza uma média de 300 transfusões de sangue por mês

A Agência Transfusional do Hospital Regional Dr. Abelardo Santos (HRAS), localizado no distrito de Icoaraci, em Belém, tem registrado baixa no estoque de sangue desde o mês passado. O banco, que abastece os 340 leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto e infantil da unidade, vem registrando uma queda de quase 30% de doadores dentro da média mensal. Os baixos índices são verificados desde o mês passado, em decorrência dos feriados prolongados e da falta de entidades parceiras nas ações de solidariedade.

“Historicamente, no Pará, a doação de sangue sofre baixa durante os meses de férias escolares, de final de ano, ou de feriados prolongados, onde as pessoas saem da cidade ou mesmo fazem programações apenas destinadas ao lazer. Tivemos dois feriados próximos ao final de semana, como o 7 de Setembro e o 12 de Outubro, e percebemos a vazão dos doadores”, ressaltou Marcos Silveira, diretor executivo no “Abelardo Santos”.

O gestor lembrou ainda que, com a pandemia de Covid- 19, diversos parceiros do HRAS deixaram de fazer ações e mobilizações que ajudavam no abastecimento do banco. “Com a retomada gradual das atividades, esperamos a volta dessas entidades, como empresas, faculdades e clubes que apoiam essa causa de amor ao próximo”, disse Marcos Silveira.

O Hospital Abelardo Santos, em média, faz 300 transfusões por mês e, desse quantitativo, precisa encaminhar mensalmente à Fundação Hemopa pelo menos 50% do que utiliza, ou seja, 150 doações, para ajudar a manter os estoques da Fundação, órgão que distribui os hemocomponentes para todo o Estado do Pará. “O estoque do HRAS atende, além de leitos, pacientes nas UTIs e UCIs (Unidades de Cuidados Intermediários), o bloco cirúrgico e as Unidades de Urgência e Emergência”, acrescentou.

A hematologista da Agência Transfusional do HRAS, Iê Bentes, convoca a população paraense a doar. “Na verdade, o estoque baixo foi em todo o Estado. Provavelmente, devido ao número baixo de doações nos feriados. Dessa forma, nós, profissionais da área, estamos alertando todos os serviços que usam os hemocomponentes para intensificarem a captação de doadores de sangue. Os tipos O positivo e O negativo são os com estoques mais baixos. Lembrando que, ao doar uma bolsa de sangue, a pessoa pode estar ajudando a salvar até quatro vidas”, observou a médica.

Campanha – Com a missão de sensibilizar e captar doadores para ajudar a manter os estoques, em agosto passado o HRAS promoveu a 2ª Campanha de Doação de Sangue e Cadastro de Medula Óssea da unidade. A ação ocorreu em parceria com a Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia do Pará (Hemopa). Em dois dias de programação, foram coletadas 281 bolsas de sangue, superando a meta da organização, que era de 200 unidades e mais 17 cadastros de medula óssea.

“Temos meta de captação definida pelo Hemopa para os hospitais, que é de 50% do que usamos. A última campanha foi um sucesso. Os colaboradores não mediram esforços para contribuir com a organização e participar da doação. Mas, além desses eventos, o Hospital precisa, continuamente, manter os estoques abastecidos, pois atende a um grande número de pacientes em estado grave. Por isso, pedimos às entidades e às pessoas que já doam ou querem doar, que nos procurem”, reiterou a supervisora de Enfermagem e organizadora da campanha, Shamira Resque.

O estoque de sangue do HRAS é reposto nas segundas, quartas e sextas-feiras. A unidade tem infraestrutura para manter concentradas as hemácias e os plasmas. Na Agência Transfusional são feitos também os exames de tipagem e de anticorpo irregular. Outro trabalho realizado no próprio hospital é o fracionamento de bolsas de sangue para os recém-nascidos (RN), de acordo com a necessidade de cada um.

Critérios – Os interessados em doar sangue aos pacientes do HRAS devem procurar a Agência Transfusional, localizada no 1º andar da unidade.  A pessoa deve estar bem de saúde, pesar mais de 50 kg, ter entre 16 e 69 anos, portar documento de identidade original com foto. No caso de quem já teve Covid-19, é preciso estar pelo menos há um mês assintomático, e quem teve contato com alguém infectado precisa estar há pelo menos 14 dias afastado da pessoa acometida pelo novo coronavírus.

Para as pessoas imunizadas contra a Covid as orientações são as seguintes: se a vacina foi a CoronaVac/Sinovac, a doação só pode ocorrer após 48 horas da aplicação. Se for Oxford/AstraZeneca, Pfizer ou Janssen, somente após sete dias.

Texto: Roberta Paraense/HRAS

Foto: Divulgação