Governo encerra a ala exclusiva para Covid-19 no regional do Marajó

Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), em Breves

Na sexta-feira (9), o Governo do Pará autorizou a desativação da ala exclusiva de Covid-19, instalada no Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), desde março de 2021, levando em consideração que há nove dias zerou o nível de internação nos leitos clínicos e de UTI na unidade. No entanto, a gestão do Regional do Marajó continuará garantindo atendimento a eventuais pacientes encaminhados pela Regulação Estadual, além de retomar outros atendimentos à população marajoara.

“A equipe técnica da Sespa monitora os casos, os óbitos e a oferta de leitos para Covid-19 em todo o Estado, por isso a desativação da ala exclusiva do HRPM para o tratamento da doença nesse momento, acaba sendo uma ação estratégica, pois será possível retomar outros atendimentos e atender a população de outras formas, o que é fundamental para garantir saúde de qualidade a todos”, explica o Secretário de Saúde do Estado, Rômulo Rodovalho.

De acordo com o diretor Executivo do HRPM, o administrador Cristiam Tassi, durante o período que a unidade hospitalar, foi designada pelo Governo do Pará, para ser fazer parte da rede de assistência de média e alta complexidade para pacientes com a Covid-19, em estado grave, a equipe multiprofissional do HRPM atendeu 110 usuários. Foram registradas cerca de 60 altas. A ala exclusiva de pacientes com Covid-19 disponibilizou 23 leitos, sendo sete deles de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 16 leitos clínicos.

Eliana Rodrigues, produtora rural

Entre os usuários vítima da Covid-19 atendidos pela equipe multiprofissional do Regional do Marajó, a  produtora rural Eliana Rodrigues dos Santos, 46 anos, natural de Gurupá, deu entrada na unidade hospitalar e estado grave. Após 10 dias de internação, sendo sete dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ela teve evolução em seu estado de saúde e recebeu alta no dia 18 de junho. A usuária foi recepcionada pela sua filha, Elciane dos Santos Coelho, e pela sua irmã, Suely do Socorro Rodrigues dos Santos.

‘’É uma alegria enorme por esse dia. Admito que foi uma batalha muito difícil, passei sete dias na UTI. Estou satisfeita com o atendimento, fui bem atendida aqui neste hospital. Eu só tenho a agradecer a Deus e à equipe que cuidou de mim. Saio daqui sem queixa nenhuma. Graças a Deus estou vencendo e superando”, destacou a usuária.

Cristiam Tassi ressalta que a unidade hospitalar vem cumprindo seu papel na assistência aos usuários da região. “O recrudescimento da pandemia na região, vem sendo acompanhado pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), diariamente, por meio da Regulação, viu a necessidade de atender os demais casos oriundos do 8º Centro Regional de Saúde de pacientes encaminhados pela Regulação Estadual para atendimentos em traumatologia, traumato-ortopedia e gestação de alto risco, além do apoio aos municípios do entorno que dependem da assistência segura e de qualidade do HRPM”, destacou o gestor.

Com essa nova formatação, a gestão do regional do Marajó dispõe de três leitos de Isolamento, destinadas para uma eventual necessidade de internação de pacientes Covid-19.

De acordo com Cristiam Tassi, com a pandemia do Novo Coronavírus, e a prioridade do atendimento do paciente Covid, formou-se, naturalmente, uma demanda reprimida de cirurgias eletivas, principalmente, ortopedia, cirurgia geral e outras consultas, cujos atendimentos estavam sendo ofertados em 50%, mantendo, no entanto, o atendimento de urgência e emergência. “Mas, a partir de segunda feira (12), vamos retomar o atendimento da população eletiva, sem deixar de atender eventualmente paciente com Covid-19’’.

Para ele, a redução do número de admissão de pacientes com a Covid-19, é o reflexo concreto do compromisso do Governo do estado, com a garantia do planejamento de vacinação contra a doença. “Com isso, vamos retornar com o plano assistencial para qual o hospital foi projetado em consonância com o seu perfil epidemiológico”, ressaltou Cristiam Tassi.

Serviço: O hospital fica na avenida Rio Branco, 1.266, no bairro Centro, do município de Breves. Mais informações: (91) 3783-2140 / 3783-2127.

Texto: Vera Rojas/Hemopa
Fotos: Divulgação

Você pode gostar...