Hospital Regional do Baixo Tocantins registra média de 200 partos por mês

O atendimento em obstetrícia é uma das referências do Hospital do Baixo Tocantins

O Hospital Regional do Baixo Tocantins “Santa Rosa”, em Abaetetuba, município do Baixo Tocantins, realiza uma média de 200 partos por mês. Desde sua inauguração, em março de 2020, foram 2.782 partos e 15.738 atendimentos em obstetrícia.

A diretora-geral do Hospital Regional do Baixo Tocantins, Sara Brito de Castro, avalia o número de atendimentos como resultado positivo para a população da região. “Esse alto número de partos e atendimentos em obstetrícia é resultado de um grande esforço para trazer esse atendimento especializado para a Região do Baixo Tocantins, e queremos continuar trabalhando para atender mais pessoas de forma segura e humanizada”, ressaltou.

Darcilene Oliveira Moraes, 27 anos, moradora da zona rural de Abaetetuba, teve seu primeiro bebê na unidade de saúde no dia 20 de maio. “Foi parto normal. O atendimento foi ótimo e os profissionais foram bem pacientes. Se eu tiver outro, quero ter lá novamente”, afirmou Darcilene.

O Hospital atende pacientes de Abaetetuba, Cametá, Moju, Igarapé-Miri, Baião, Mocajuba, Barcarena, Oeiras do Pará, Acará, Tailândia e Limoeiro do Ajuru. Geniele Carneiro dos Anjos, 20 anos, mora em Moju e já foi atendida no HRBT. “Estou grávida de quase nove meses e tive infecção urinária. Fiquei internada no Hospital Santa Rosa, e os profissionais foram muito atenciosos. Agora estou esperando a hora do parto para voltar ao hospital”, contou.

Grávida em trabalho de parto

Estrutura – “As populações de Abaetetuba e de toda a região do Baixo Tocantins já têm acesso à obstetrícia porta aberta, UTI de adultos, UTI neonatal, ala de cirurgia, ala de internação e diversos outros serviços de saúde. É um hospital com 94 leitos, que está servindo à comunidade depois de uma longa espera”, destacou Rômulo Rodovalho, titular da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

São oferecidas a cada mês 1,8 mil consultas médicas; 500 consultas com outros profissionais de saúde; 2,8 mil atendimentos obstétricos de urgência; 370 internações hospitalares e 13,5 mil procedimentos diagnósticos.

O HRBT também é referência no atendimento de baixa e média complexidade em ortopedia. O serviço funciona em regime de porta aberta, sem necessidade de encaminhamento.

Texto: Melina Marcelino/Sespa
Fotos: Divulgação

Você pode gostar...