Moradores aproveitam o primeiro dia de funcionamento da Usina da Paz do Icuí-Guajará

Moradores aproveitam o primeiro dia de funcionamento da Usina da Paz do Icuí-Guajará

21 de outubro de 2021 Off Por Roberta Vilanova

Complexo, em Ananindeua, tem opções de atividades para crianças e adultos, com espaços para o lazer, educação e capacitação

Os serviços da Usina da Paz do Icuí-Guajará, em Ananindeua, já estão a todo vapor. O complexo foi inaugurado, na tarde desta quarta-feira (20), pelo governador Helder Barbalho, e na manhã desta quinta-feira (21), os moradores do bairro já puderam usufruir do complexo.

A dona de casa, Izete Barbosa, 34 anos, foi uma dessas pessoas, ela que é moradora do bairro do Icuí-Guajará, há 2 anos, aproveitou o primeiro dia de atendimento para tirar o RG dos filhos e a 2° via, da certidão de nascimento da filha mais velha de 15 anos.

“Esse complexo é maravilhoso, vou poder matricular os meus filhos para fazerem cursos e esportes, e hoje consegui tirar o RG deles e a certidão de nascimento da minha filha, essa ação veio em boa hora, já que eu não tinha condições financeiras de tirar, porque no momento eu e o meu marido estamos desempregados”, concluiu ela.

O pedreiro, Jorge Pantoja, faz o procedimento biométrico com o servidor da Polícia Civil para a emissão da nova RG

O projeto é inédito no País, os moradores podem usufruir das instalações de dois prédios principais que irão ofertar diversos cursos, oficinas e atendimento público, um espaço para batedores e produtos de açaí, teatro, complexo poliesportivo, quadra de areia, piscina semiolímpica, playground, área viveiro, compostagem e horta, academia ao ar livre e estacionamento.

Morador do bairro do Icuí-Guajará, há 15 anos, José Sousa, 28 anos, aprovou a iniciativa. “Eu achei esse projeto maravilhoso, e vai trazer muitos benefícios para os moradores aqui da comunidade, inclusive para mim. Hoje eu vim tirar o meu RG e também aproveitei para me consultar com o clínico geral e com o dentista. Além disso, pretendo usufruir de outros serviços que serão ofertados aqui, como cursos e oficinas”, disse ele.

O funcionamento do complexo será de terça-feira a sexta-feira, das 7h às 22h, aos sábados e domingos, das 8h às 18h.

Moradores têm assistência médica e odontológica na UsiPaz, em Ananindeua. O complexto tem ainda espaços para cursos diversos.

Nesses dias serão ofertados mais de 80 serviços gratuitos, disponibilizados pelos órgãos e entidades parceiras do Estado, como espaços para atividades esportivas; salas de audiovisual e inclusão digital; atendimento médico e odontológico; consultoria jurídica; emissão de documentos; ações de segurança; capacitação técnica e profissionalizante; espaço multiuso para feiras, eventos e encontros da comunidade.

Também haverá espaços para cursos livres e de dança, teatro, robótica, artes marciais, musicalização e biblioteca. Além disso, será disponibilizado pela Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa) sinal de wi-fi gratuito para os moradores que vivem próximo à Usina da Paz.

“Nós estamos aqui carinhosamente recebendo a população do Icuí-Guajará, e neste primeiro dia de funcionamento, já tivemos uma grande procura. É importante ressaltar que o atendimento aqui no complexo é permanente, ou seja, vai fazer parte do dia a dia das pessoas. Eu fico muito feliz porque dá para ver que a comunidade já acolheu a Usina da Paz, eles já estão aqui, e já sabem que vai ser da normalidade do bairro. É importante ressaltar que esse foi a primeiro complexo comunitário entregue, ainda haverá mais 9 complexos”, ressaltou o secretário da Seac, Ricardo Balestreri.

A UsiPaz conta com uma equipe própria de servidores e de parceiros para orientar os moradores em cursos e oficinas variadas

Educação – A estudante do 3° ano do ensino médio, Katy Wendy, de 17 anos, sonha em ser psicóloga. Ela será uma das alunas participantes do curso preparatório para o pré-Enem realizado pela Secretaria de Educação (Seduc), na Usina da Paz do Icuí-Guajará.

“Estou muito feliz, porque agora vou poder me preparar melhor para o vestibular e, além disso, será perto de casa. Se eu fosse fazer em Belém ia ser mais difícil, não teria dinheiro para me deslocar. Agora tenho esse privilégio de fazer esse reforço para o Enem sem gastar com passagem de ônibus, quero me inscrever para psicologia”, disse.

Crianças se divertem na briquedoteca da Usina da Paz do Icuí-Guajará inaugurada nesta quarta-feira (20) em Ananindeua

Parceria – As obras da Usina do Icuí-Guajará foram executadas em parceria com a mineradora Vale, por meio de um termo de cooperação. O Estado não recebe nenhum recurso financeiro. A Usina foi entregue ao Governo após 18 meses do início da construção, pronta e equipada. A obra gerou, nesse período, a oferta de 100 vagas de emprego direto, com a contratação de mão de obra local do próprio bairro.

O projeto faz parte do programa Territórios Pela Paz (TerPaz) elaborado pelo Governo do Pará e coordenado pela Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (Seac), em parceria com a iniciativa privada, e tem como objetivo construir além do Icuí-Guajará mais 9 unidades da UsiPaz na região Metropolitana de Belém (nos bairros da Cabanagem, Benguí, Guamá, Jurunas, Terra Firme, em Belém, e em Nova União, em Marituba), e no sudeste do Estado (Parauapebas, Canaã dos Carajás e Marabá).

Texto: Elizabeth Teixeira/Seac
Fotos: Pedro Guerreiro/Ag. Pará