Pará está entre os três estados do Brasil que mais vacinam população contra a Covid-19

O Pará é o terceiro no ranking entre os 27 Estados brasileiros que apresentam o maior percentual de doses contra a Covid-19 aplicadas do país, conforme relatório do Ministério da Saúde (MS), divulgado nesta terça-feira, 29 de junho.

O levantamento destaca que das 4.200.510 doses recebidas do Ministério da Saúde, até o dia 29 de junho, 3.972.589 doses foram enviadas pelo governo do Pará aos municípios para serem aplicadas nas estratégias montadas pelas Secretarias de Saúde dos 144 municípios paraenses.

O índice de aproveitamento de doses utilizadas foi de 95,3%, deixando o Estado acima da média nacional de 73%. Na frente do Pará estão Mato Grosso do Sul e Distrito Federal, ambos com 100%. Em quarto e quinto no ranking, atrás do Pará, respectivamente estão Amazonas, com 94,9%, e Pernambuco, com 94,6%.

O secretário de Saúde do Pará, Rômulo Rodovalho, destaca que os números refletem os esforços do governo do Estado para garantir a imunização da população do Pará em menor tempo possível. Esse desempenho também é atingido por conta do apoio logístico que a Secretaria de Segurança Pública (Segup), por meio do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), tem oferecido à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) desde janeiro deste ano.

“Com o envio das vacinas sendo feito por vias terrestre, aérea e fluvial, Continuamos sendo exemplo para a região Norte e cumprimos o desafio de vacinar os paraenses em até 48 horas após a chegada das vacinas, independente de região”, completa.

É importante ficar atento ao calendário de vacinação em cada cidade

PREVENÇÃO – O secretário também pede à população que mantenha os cuidados preventivos antes, durante o intervalo das doses e depois da vacina. “Use máscara, se proteja, e acima de tudo, se vacine. Fique atento ao calendário na sua cidade e lembre quem precisa da segunda dose, pois ela é necessária para garantir a eficácia do tratamento”, alerta.

Outras estratégias da Sespa para acelerar a vacinação da população têm contribuído para tornar o Pará um dos Estados que mais se destacam no combate à Covid-19. Em Belém, por exemplo, a Sespa atuou em uma força-tarefa contra a pandemia em que mobilizou 450 servidores, sendo 300 digitadores e 150 vacinadores, em apoio às aplicações da vacina executadas pela Secretaria de Saúde de Belém (Sesma), entre os dias 16 e 20 de junho, quando foram aplicadas mais de 140 mil doses.

Além da mão de obra, o Estado garantiu Equipamentos de Proteção Individual (EPI), transporte das doses, segurança e internet para possibilitar a digitação das doses aplicadas em tempo real.
Em determinadas situações, a Sespa auxilia municípios do interior e, conforme a necessidade, envia profissionais de Belém para auxílio dos registros nos sistemas informacionais sobre a imunização.
A execução da campanha de vacinação e a atualização das informações sobre vacinação de Covid-19, no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI), do MS, é de responsabilidade de cada município, entretanto a Sespa monitora a situação dos municípios do Estado e quando necessário oferece suporte para que as informações não fiquem defasadas.

SUPORTE – Em abril deste ano, a Sespa, por meio dos Centros Regionais de Saúde, forneceu suporte para três municípios atualizarem o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI), com dados sobre a vacinação contra a Covid-19. Foram enviados três servidores para Uruará, sudoeste estadual, e para Baião, no Baixo Tocantins, e Marituba, na Região Metropolitana de Belém.

O avanço da vacinação contra a Covid-19 repercutiu também na queda de 45% no número de óbitos de idosos acima de 70 anos, de acordo com estudo realizado pela Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) e divulgado pelo Comitê Científico da Sespa no dia 17 de junho.

Por Mozart Lira/Sespa
Fotos: Alex Ribeiro/Ag. Pará

Você pode gostar...