Parto de gêmeos marca início dos atendimentos do Serviço de Obstetrícia de alta complexidade no HRT

Parto de gêmeos marca início dos atendimentos do Serviço de Obstetrícia de alta complexidade no HRT

3 de novembro de 2021 Off Por Roberta Vilanova

O Hospital Regional do Tapajós conta com infraestrutura adequada e equipe especializada para partos de alto risco

O Hospital Regional do Tapajós (HRT) iniciou as atividades do Centro Obstétrico, o qual teve como marco inicial a realização de um parto de gêmeos. A abertura da unidade representa a ampliação contínua da oferta de serviços não somente à população da região do Tapajós, mas às regiões vizinhas como Baixo Amazonas e Xingu, fortalecendo a rede de assistência em saúde do SUS.

A paciente Neurice dos Santos Elias, de 26 anos, foi a primeira gestante a receber assistência de pré-parto e parto na unidade, dando à luz a Samuel e Gabriel. A paciente, residente do município de Monte Alegre, necessitou de transferência para o HRT em decorrência do risco de parto prematuro, uma vez que a jovem ainda não estava em idade gestacional (36 semanas) adequada para o início do trabalho de parto. Diante da iminência da prematuridade, houve necessidade de leitos em UTI neonatal para os gêmeos, tal como suporte assistencial obstétrico de alta complexidade.

Neurice dos Santos Elias, de 26 anos,com seus filhos gêmeos Samuel e Gabriel

“Eu dei entrada no hospital regional devido à possível necessidade dos meus filhos precisarem de UTI ao nascer, pois foi um parto prematuro. Um tinha mais peso que o outro, então o parto foi antecipado e deu tudo certo. O atendimento foi muito bom, fui bem acolhida pela médica e toda equipe do hospital. Estão de parabéns, meus filhos estão saudáveis graças a Deus e a toda equipe médica”, afirma Neurice.

Segundo a médica obstetra, Michelle Carolina, Neurice apresentou uma gestação gemelar monocorionica-diamniotica, na qual os gêmeos dividem a placenta, mas estão em dois sacos gestacionais separados. “Havia ameaça no procedimento por ser um parto prematuro com apenas 34 semanas de gestação, então a paciente foi submetida a um parto cesariana devido à diferença entre os pesos dos bebês”, relata a médica.

De acordo com a equipe que prestou os cuidados a Neurice, o parto cesariano ocorreu sem nenhuma intercorrência, e os gêmeos Samuel e Gabriel nasceram com 2,5 quilos e 1,5 quilos respectivamente, ambos saudáveis e seguem aos cuidados da equipe multiprofissional.

Com infraestrutura física e equipe multidisciplinar especializada em Obstetrícia, o Centro Obstétrico do HRT conta com cinco salas de pré-parto, parto e pós-parto(PPPs), além de duas salas de cirurgia, sala de deambulação, sala de recepção e clínica obstétrica, garantindo uma assistência obstétrica humanizada, segura e de qualidade às gestantes da região.

O secretário de estado de Saúde, Rômulo Rodovalho, ficou feliz com a notícia da chegada dos gêmeos, mas, principalmente, com o fato de o HRT estar ampliando seus serviços em benefício da população de Itaituba e demais municípios da região do Tapajós. “Esse é mais um exemplo da importância da descentralização dos serviços de alta complexidade, ou seja, assegurar que mulheres grávidas possam ter seus filhos perto de suas famílias contando com infraestrutura hospitalar adequada e equipe especializada”, comemorou o titular da Sespa.

Serviço: para serem atendidas no HRT, as grávidas de alto risco precisam ser encaminhadas de outras unidades pelo sistema de regulação estadual.

Texto: Moisés Sodré /HRT

Fotos: Divulgação