Sespa divulga alerta sanitário sobre férias escolares

Sespa divulga alerta sanitário sobre férias escolares

2 de julho de 2021 Off Por Roberta Vilanova

Sespa recomenda que se evite aglomerações nas praias e balneários

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), divulgou nesta quinta-feira (1º), um Alerta Sanitário sobre Férias Escolares, chamando a atenção da população para que não deixe de lado as medidas preventivas contra a Covid-19, nos momentos de lazer e descontração, durante o mês de julho.

O Alerta foi elaborado pelo Departamento de Vigilância Sanitária (Visa Estadual), porque apesar de os principais indicadores da Covid-19 estarem registrando queda ou tendência de estabilidade, a doença ainda está em situação de transmissão comunitária e continua representando risco para a população.

Segundo a diretora da Visa Estadual, Milvea Carneiro, as férias de julho são sempre muito aguardadas porque as famílias costumam se reunir e viajar, principalmente, para municípios com praias e balneários, para aproveitar o período de muito sol em várias regiões. “Esse costume, no entanto, pode se tornar causas futuras de agravamento da pandemia de Covid-19, devido a possíveis aglomerações”, alertou.

O Painel de Monitoramento da Covid-19, aponta que o Pará notificou até esta quinta-feira (1º), 555.831 casos da doença com 15.541 óbitos. Novos casos e mortes vem sendo registrados diariamente. “Vamos fazer a nossa parte mantendo a vigilância epidemiológica e a assistência aos pacientes, mas é fundamental que a população colabore, para evitar que os números de casos de Covid-19, voltem a aumentar no nosso estado”, pediu o secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho.

Conforme o Alerta, como a pandemia de Covid-19 ainda não acabou, o uso obrigatório de máscara de proteção, higienização das mãos com álcool em gel 70% e distanciamento social, continuam sendo medidas preventivas que devem ser tomadas no dia a dia das férias. “A máscara tem que cobrir o nariz, a boca e o queixo, ficando bem ajustada ao rosto, e seu uso continua obrigatório nos estabelecimentos públicos e privados e em vias públicas”, afirmou Milvea Carneiro. “É importante evitar locais fechados para não ocorrer aglomeração de pessoas”, acrescentou.

Apesar de parte da população estar vacinada, ainda permanece o risco de contágio e reinfecção, uma vez que estão em circulação novas variantes do vírus SARS-CoV-2, como a Delta, que surgiu na Índia.  “A população não pode abandonar o uso da máscara porque, mesmo as pessoas que já foram vacinadas, ainda têm a possibilidade de contrair e transmitir a Covid-19”, enfatizou Milvea Carneiro.

Ela informou, ainda, que já há registro da nova variante Delta nos estados do Maranhão, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná, inclusive com registros de óbitos. “Por isso, alertamos a população, vacinada ou não, que continue se protegendo da Covid-19, evitando viagens para municípios, estados e países com incidência elevada da doença e para áreas onde há ocorrência de variante com maior gravidade e maior potencial de infectividade”, justificou.

Outro aspecto destacado no Alerta é a necessidade de a pessoa manter isolamento domiciliar, caso esteja com sintomas relacionados à doença, tenha diagnóstico confirmado, esteja no período mínimo de 10 dias, desde os primeiros sintomas (mesmo que não tenha feito um teste de diagnóstico); esteja aguardando o resultado de um teste de Covid-19; ou se manteve contato com alguém que teve a doença nos últimos 10 dias. “Nesses casos, não se deve convidar pessoas para nossa casa, não devemos fazer visitas e nem nos hospedar na casa de amigos”, orientou Milvea Carneiro.

De acordo com o Alerta, o ideal, neste mês de julho, é ficar em casa, que é a forma mais segura de aproveitar o descanso escolar, apenas com as pessoas do convívio familiar. Mas como muitas famílias, com certeza, vão viajar, o conselho é que escolham locais menos movimentados, evitem aglomeração em transportes coletivos e observem se os locais de hospedagens escolhidos estão cumprindo todos os protocolos sanitários necessários.

Serviço: o Alerta Sanitário está disponível no link a seguir: Alerta Sanitário sobre Férias Escolares

Texto: Roberta Vilanova/Sespa
Foto: Alex Ribeiro/Ag. Pará